A Nossa Playlist – Semana 57 com Claudisabel, Nuno & Fábia, Simone de Oliveira, Tonicha e Tribo Urbana

tonicha_tribourbana_claudisabel_simonedeoliveira_nunoefabiaFazemos hoje a retrospetiva de mais uma semana da terceira temporada da rubrica A nossa playlist e vamos continuar a recordar os temas que marcaram os vários Festivais da Canção. Cada um dos nossos colaboradores escolheu um tema por dia que foi divulgado no nosso Facebook de 2ª a 5ª feira. Na 6ª feira é a escolha do público que permanece através de uma poll semanal que divulgamos com temas para votação semanalmente também.

Assim, nesta semana o primeiro tema foi seleccionado por André Miguel Godinho, que nos levou até ao Festival da Canção 1968, no Estúdio C da Tóbis, donde escolheu o tema Fui Ter Com A Madrugada, interpretado por Tonicha, com letra de Rui Malhoa, música de Pedro Jordão e direcção de orquestra do maestro Joaquim Luís Gomes. Este tema foi o segundo a desfilar e classificou-se em 2º lugar com 59 pontos, menos dois que o tema vencedor, tendo sido a canção preferida dos jurados de Aveiro, Braga, Castelo Branco, Guarda, Leiria e Vila Real.

André Miguel Godinho justifica assim a sua escolha:
Uma canção clássica na voz de uma jovem promissora. A música e a interpretação são as grandes mais valias desta canção, sem uma grande letra, ou que poderia ter uma mensagem muito bem escondida nas suas palavras, tendo em conta a censura da altura, que não permitia grandes ousadias.

Avançamos para o século XXI e para o Festival da Canção 2001. O tema Poder Voar tem letra e música de Luís Carvalho, orquestração dos Tribo Urbana e de Johnny Galvão, este último dirigiu também a orquestra. Foi interpretado pelo grupo Tribo Urbana, composto por Luís Carvalho, atualmente Luiz Caracol, Miguel Majer, Ricardo Santos e por mais três elementos. Classificou-se em 5º lugar com 225 pontos atribuídos pelo júri distrital.

A escolha deste tema foi de Carlos Portelo que comenta esta canção:
Esta seria a aposta certa para a Eurovisão, um tema moderno e bem interpretado, grupo com um visual atrativo que poderia fazer a diferença na Eurovisão.

Na quarta-feira rumámos até ao Campo Pequeno, onde decorreu o Festival da Canção 2010, do qual Gonçalo Coelho decidiu relembrar esta semana o tema Contra Tudo e Todos, interpretado por Claudisabel. Esta canção tem letra de Luís Florindo e música de Jordi Cubino. Nos coros estiveram Raquel Ferreira, Filipa Ruas, Carla Ribeiro, Ana Rita Inácio e Carla Moreno. Neste festival esta canção classificou-se em 10º lugar com 316 pontos do público, na primeira semifinal, não tendo sido um dos temas finalistas.

A escolha deste tema foi de Gonçalo Coelho, que refere o seguinte:
Esta é uma bonita balada que merecia maior justiça na votação. Acho a letra comovente e inspiradora, e a interpretação foi muito segura e tocante.

Na quinta-feira João Velada decidiu regressar ao Festival da Canção 1965 e ao tema Silhuetas Ao Luar, que foi interpretado por Simone de Oliveira. Esta canção tem letra de Manuela Teles Santos, música de João Andrade Santos e direcção de orquestra do maestro Fernando de Carvalho. Foi o segundo tema a desfilar nos Estúdios do Lumiar e classificou-se em 4º lugar com 28 pontos, tendo obtido 6 pontos do júri de Viseu.

O nosso colaborador João Velada comenta assim esta sua escolha:
Num ano em que a mesma intérprete venceu o certame com uma canção que viria a tornar-se num clássico ainda hoje muito acarinhado pelo público, é de lamentar que a sua outra canção, não menos bela, tenha caído no esquecimento. Um tema romântico com um poema bastante inspirado que, naturalmente, brilha muito mais graças à interpretação repleta de charme e sentimento de Simone de Oliveira. É caso para se dizer que não venceu mas (pelo menos a mim) convenceu!

No último dia da semana revelámos então a escolha do público que tinha votado na nossa poll, na semana anterior. Assim o tema escolhido foi Não Demores (Quero-te Aquecer), interpretado pelo duo Nuno & Fábia, no Festival da Canção 2009. Na nossa sondagem obteve 30% dos votos dos nossos leitores, uma votação renhida face aos outros temas, mas venceu e por isso foi incluída nesta nossa rubrica. A letra e a música são de Pedro Vaz e nos coros estiveram Ana Ferreira, Gonçalo Madruga, Camilo Reis e Débora Gonçalves. A encenação esteve a cargo de Henrique Feist. Esta canção classificou-se em 7º lugar ex-aequo com 8 pontos, tendo obtido o 5º lugar no televoto e o 9º lugar no júri distrital, onde o júri de Bragança a considerou a sua 3ª favorita.

Esteja atento à nossa rubrica diariamente no nosso Facebook e recorde na próxima semana mais cinco temas que marcaram a história do Festival RTP da Canção.

Fonte: Festivais da Canção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s