Nuno Marques da Silva em entrevista |exclusivo|

Nuno Marques da Silva

Nuno Marques da Silva

Nuno Marques da Silva nasceu a 13 de Março de 1971 e é bem conhecido dos fãs do Festival por ser o autor de cinco temas que tem participado nos últimos Festivais da Canção. Fez parte da Tuna Camoniana “In Vino Veritas”, da Universidade Autónoma de Lisboa. Como curiosidade foi também o apresentador da Grande Noite do Fado no ano de 2000. Como letrista assinou seis poemas para composições de Nuno FeistAlém do Sonho (2007), Do Outro Lado da Vida (2008), Alvorada (2010), Gratia Plena (2012), Sonhos Roubados (2014) e Outra Vez Primavera (2015).

Neste Festival Nuno Marques da Silva partilha novamente um tema com Nuno Feist, sendo letrista da canção número 3 da primeira semifinal, interpretada por Fernando Daniel. Deixamos aqui a entrevista que o letrista deste tema gentilmente nos concedeu.

Festivais da Canção – Como surgiu a parceria para participar como letrista neste Festival RTP?
Nuno Marques da Silva – Surgiu a partir do convite do Nuno Feist que muito me honrou mais uma vez. Este ano assume um significado muito especial pois celebramos precisamente 10 anos de parceria no Festival da Canção. É sempre um estímulo e um desafio escrever para a música do Nuno Feist. Considero-o um compositor brilhante e com uma escrita pensada, coerente e intemporal.

FC – Descreva-nos a sua canção do ponto de vista poético (da letra).
NMS – Procuro sempre escrever algo que permita a quem ouve uma identificação de acordo com as vivências de cada um. É um tema que nos fala de amor. De todos os tipos de amor se assim se quiserem. Dos amantes, dos pais, dos irmãos, dos amigos. Do sentimento que nos faz acreditar e caminhar. No mais saudável alimento de todo o ser humano. A partir daí cada um desconstruirá o poema da sua forma.

FC – Qual é o título da sua canção? Em que se inspirou para este título?
NMS – A canção chama-se Poema a Dois e o título resultou do próprio poema e desta ideia de todos os dias o ser humano escrever mais um verso desse poema com quem quer que seja.

FC – Quais as suas expectativas para este Festival?
NMS – Muito sinceramente o maior desejo é conseguir uma vitória com um tema que está a ser preparado a pensar na Eurovisão e conseguirmos a melhor classificação de sempre para Portugal. Acredito que temos condições para isso.

FC – Em que se baseou a vossa equipa para a escolha do intérprete?
NMS – Assim que ouvimos o Fernando Daniel percebemos que ele teria o talento e o carisma para dar corpo a este desafio. Não hesitámos e fizemos o convite.

FC – Participa como letrista pela sétima vez neste certame. O que diferencia este tema dos outros que já apresentou?
NMS – É único como foram todos os outros porque sempre escrevo já sabendo quem o vai interpretar. É isso que os diferencia a todos. Tudo o que escrevo para ser cantado tem de “colar” com o intérprete. Só faz sentido se essa química acontecer.

FC – Este ano a RTP decidiu optar por um novo modelo de votação, sendo que a escolha dos finalistas irá ser por televoto e por votação de um júri de sala. Concorda com este método de votação? Porquê?
NMS – Como sempre disse todos os métodos são válidos e nunca nenhum será perfeito mas agrada-me sempre a ideia de métodos de votação o mais mistos possível.

FC – À sua canção foi atribuído o número 3 no desfile, na 1ª semifinal. Acha que a ordem do desfile poderá ter alguma influência na votação dos espectadores em casa?
NMS – Sinceramente acho que não. Basta ver a história do Festival da Canção e já tivemos vencedores que cantaram no início, no meio e no fim do desfile.

FC – A RTP decidiu dar liberdade na escolha do idioma para apresentar os temas a concurso. Há quem defenda que para se triunfar na Eurovisão teríamos que apresentar um tema em inglês, no entanto, outros referem que se deve cantar sempre na nossa língua, defendendo assim as nossas tradições e identidade. Em qual destas duas correntes se insere?
NMS – Para triunfarmos na Eurovisão temos de ter uma boa canção, um bom intérprete e um bom trabalho de comunicação e promoção da música. Isto é sem dúvida o mais importante. Essa está a ser a nossa preocupação desde início e se tal acontecer boa parte do trabalho já estará feito. Quanto à língua em que a canção é apresentada agrada-me, como sabem, que cantemos em português porque é a nossa língua e tenho muito orgulho nisso. Não tenho no entanto qualquer visão purista a este respeito. Tanto assim que a canção já tem uma versão em inglês com o título Lost In You de autoria do Keith Mills. No Festival da Canção acho que devemos cantar em português. Na Eurovisão todas as hipóteses estão em aberto e posso adiantar que já estão a ser finalizadas versões em mais três idiomas.

FC – Este espaço é seu para divulgar o seu tema e a sua equipa, poderá escrever algumas linhas para divulgar a sua canção.
NMS – Quero aproveitar este espaço para enviar um forte abraço a todos fãs do Festival. É também por eles e com o apoio deles que nos esforçamos para dar o nosso melhor. Um muito obrigado ao Nuno Feist pelo convite e a toda a equipa que se tem empenhado na produção de uma canção que adoro. À Nina Pinto (nossa incansável responsável de comunicação), ao José Lourenço (um mestre na arte de bem fazer), ao Jaime Aragão da Rocha (um desafiador constante na exigência e qualidade), à Mariana Gama, à Bárbara Batista, ao Miguel Martins Pessoa, ao Keith Mills, à Maria José Baião, à Tajana Lucic, ao Manuel Morais Trindade, a todos os músicos, ao Henrique Feist e à ArtFeist, ao Edson Carvalho e a todos os que de alguma forma nos têm ajudado e apoiado. Bem hajam.

Agradecemos a Nuno Marques da Silva a concessão desta entrevista e desejamos sorte para a participação no Festival da Canção 2017.

Veja nos vídeos em baixo alguns dos temas para os quais Nuno Marques da Silva foi o autor da letra.

Do Outro Lado da Vida por Vanessa Silva

Alvorada por Vanessa Silva

Gratia Plena por Ricardo Soler

Outra Vez Primavera por Yola Dinis

Fonte: Nuno Marques da Silva

5 pensamentos sobre “Nuno Marques da Silva em entrevista |exclusivo|

  1. Pingback: FC2017 – 1ª Semifinal – A ficha técnica com ligações às entrevistas recebidas |

  2. Pingback: Os titulos das versões em português e em inglês da canção de Nuno Feist e Nuno Marques da Silva |

  3. Pingback: Canção nº3 – Primeira Semifinal – “Poema a Dois” por Fernando Daniel – As suas declarações |

  4. Pingback: FC2017 – 1ª semifinal – A nossa abordagem a todos os que estão nesta semifinal |

  5. Pingback: A I Semifinal do Festival da Canção 2017 é hoje na RTP |Não perca| |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s