Entrevista a Senhor Vulcão |exclusivo|

senhor-vulcaoSenhor Vulcão é o alter ego de Bruno Pereira, fundador e baterista dos extintos Atomic Bees, o seu primeiro grupo. É irmão de Rita Redshoes e escreve e compõe muitas vezes em conjunto com esta, partilhando as suas vivências. Quando decidiu comprar um guitarra começou a embalar-se com o som das cordas e durante cinco anos compôs vários temas, tendo iniciado esse processo de composição em 2008. Em 2013 lançou o seu primeiro trabalho discográfico intitulado Montanha e posteriormente em 2015, As Canções do Bandido e em 2016, As Flores do Bem.

Neste Festival Senhor Vulcão partilha a autoria do tema com Rita Redshoes, sendo letrista da canção número 4 da primeira semifinal, interpretada por Deolinda Kinzimba. Deixamos aqui a entrevista que o letrista deste tema gentilmente nos concedeu.

Festivais da Canção – Como surgiu a parceria para participar como letrista neste Festival RTP?
Senhor Vulcão – Eu e a Rita temos uma partilha artística de longa data, desde a nossa primeira banda, os Atomic Bees, nos anos 90. Desde essa data que compomos em conjunto, tanto música como letras. No disco Golden Era da Rita temos uma letra em conjunto, Minimal Sounds, e este ano foi a co-produtora do meu disco de Senhor Vulcão. A troca artística tem sido intensa e profícua. Crescemos juntos (somos irmãos) e bebemos das mesmas influências e partilha de imaginário e isso ajuda. Daí ao convite para escrevermos juntos a letra para o Festival do qual somos seguidores desde crianças. Para mim é um tremendo orgulho e responsabilidade.

FC – Descreva-nos a sua canção do ponto de vista poético (da letra).
SV – A letra fala de um sonho que pode ser individual ou comum. Tem uma fé própria, um chamamento. Fala de caminho e humanidade, tem luz e esperança, que tanto precisamos no mundo actual em que vivemos.

FC – Qual é o título da sua canção? Em que se inspirou para este título?
SV – O que eu vi nos meus sonhos. O título espelha a letra da canção, essa visão e imagética de perspectivar um sonho possível de acontecer.

FC – Quais as suas expectativas para este Festival?
SV – As expectativas são fazer uma canção que nos orgulhemos, eu, a Rita e a Deolinda. Pura e simplesmente.

FC – Em que se baseou a vossa equipa para a escolha do intérprete?
SV – Foi uma escolha da Rita que ouviu a Deolinda cantar ao vivo e ficou impressionada. Mal me mandou fiquei entusiasmado e fazia todo o sentido para o que se estava a criar.

FC – Este ano a RTP decidiu optar por um novo modelo de votação, sendo que a escolha dos finalistas irá ser por televoto e por votação de um júri de sala. Concorda com este método de votação? Porquê?
SV – Parece-me bastante justo.

FC – À sua canção foi atribuído o número 4 no desfile, na 1ª semifinal. Acha que a ordem do desfile poderá ter alguma influência na votação dos espectadores em casa?
SV – Espero que a excelência do espectáculo e das canções faça o espectador estar focado até ao fim.

FC – A RTP decidiu dar liberdade na escolha do idioma para apresentar os temas a concurso. Há quem defenda que para se triunfar na Eurovisão teríamos que apresentar um tema em inglês, no entanto, outros referem que se deve cantar sempre na nossa língua, defendendo assim as nossas tradições e identidade. Em qual destas duas correntes se insere?
SV – O nosso tema é escrito em português. Acho que isso deve ser da liberdade dos autores, fruto da criação, penso não haver uma fórmula, a música é universal. Gosto de ouvir música em todos os idiomas.

FC – Este espaço é seu para divulgar o seu tema e a sua equipa, poderá escrever algumas linhas para divulgar a sua canção.
SV – O que eu vi nos meus sonhos, queremos que vocês vejam nos vossos. Que seja uma canção de esperança, universalidade e harmonia. Que seja um caminho. Uma luz.

Agradecemos ao Senhor Vulcão a concessão desta entrevista e desejamos sorte para a participação no Festival da Canção 2017.

Veja no vídeo em baixo o tema Bandida, do último trabalho editado por Senhor Vulcão.

Fonte: Senhor Vulcão

4 pensamentos sobre “Entrevista a Senhor Vulcão |exclusivo|

  1. Pingback: FC2017 – 1ª Semifinal – A ficha técnica com ligações às entrevistas recebidas |

  2. Pingback: Canção nº 4 Primeira Semifinal – “O que eu vi nos meus sonhos” por Deolinda Kinzimba – As suas palavras |

  3. Pingback: FC2017 – 1ª semifinal – A nossa abordagem a todos os que estão nesta semifinal |

  4. Pingback: A I Semifinal do Festival da Canção 2017 é hoje na RTP |Não perca| |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s