In Memoriam – Ao cantor falecido do ESC1971

19711971

Foi nesta edição que o Mónaco alcançou a sua única vitória no ESC. Curiosamente, com uma canção criada por compositores franceses, orquestrada por um maestro francês e interpretada por uma cantora francesa, que vivia (e ainda vive) em França.

A forma de votação foi alterada radicalmente, tendo-se mantido este formato até 1973, o que levou a que a Áustria, a Finlândia, a Noruega, Portugal e a Suécia voltassem ao concurso. Também foi em 1971 que Malta se estreou na Eurovisão.

in_memoriamTodos os intérpretes do ESC e do Festival RTP da Canção deste ano continuam, vivos, exceção para um dos elementos do quarteto sueco, que faleceu em condições trágicas.

ESC

  • Suécia

o      Pierre Isacsson (Family Four) – 28 de setembro de 1994 (46 anos) – afogamento devido ao naufrágio do ferry MS Estonia. 

Nas extraordinárias palavras de José Luís Peixoto, homenageamos aqui este cantor: “Na hora de pôr a mesa, éramos cinco: o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs e eu. Depois, a minha irmã mais velha partiu. Depois, a minha irmã mais nova casou-se. Depois, o meu pai morreu. Hoje, na hora de pôr a mesa, somos cinco, menos a minha irmã mais velha que está na casa dela, menos a minha irmã mais nova que está com o marido dela, menos o meu pai, menos a minha mãe viúva. Cada um deles é um lugar vazio nesta mesa onde como sozinho. Mas irão estar sempre aqui. Na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco. Enquanto um de nós estiver vivo, seremos sempre cinco”.

Fonte: Festivais da Canção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s