Pluralmente comentamos “O teu melhor” por Rui Drumond

pluralmentePluralmente comentamos hoje a Canção nº5 da Primeira Semifinal do Festival da Canção 2017, o tema O teu melhor, da autoria de Héber Marques.
Esta canção foi interpretada por Rui Drumond e classificou-se em 7º lugar com 3 pontos, 3 provenientes do júri de sala e 6 dos telespetadores que se manifestaram em chamadas de valor acrescentado.

Vamos comentar e pontuar a canção O teu melhor.

Foi muito injusto aquilo que o júri fez com esta canção. Não era a pior música, nem foi esta a pior interpretação. Pelo contrário: Rui Drumond agarrou o tema e defendeu-o lindamente, passando sentimento para quem o ouvia. O refrão fica no ouvido e isso é bom para uma canção que está a participar num concurso. Sente-se, ao longo de toda a música, a marca do seu compositor: está lá o calor, o soul, as palavras simples mas verdadeiras, e a melodia que se cola à cabeça. Parabéns a Héber Marques e a Rui Drumond pelo excelente momento.
Pontuação 15/20 Gonçalo Esteves Coelho

Rui Drumond

Rui Drumond

Uma boa canção sim, mas tal como a primeira desta semifinal, parece mais dirigida a consumo interno. O elemento mais forte por detrás desta canção era sem dúvida Rui Drummond que só por si mereceria imensamente estar na final. Porém, este é um festival de canções, não de intérpretes… Talvez num futuro próximo este extraordinário cantor nos volte a representar na Eurovisão. Esperava a sua passagem, embora não estivesse no meu top4.
Pontuação 13/20 Guilherme Ruivo

É um pouco incompreensível que o Rui Drumond, sendo um cantor que já tem experiência enquanto representante português na Eurovisão, acreditasse que esta canção fosse capaz de vencer o Festival e levá-lo de novo à Ucrânia. O tema é agradável e tem um charme muito próprio, trazendo um ambiente meio gospel que contribuiu para a diversidade musical no certame, mas, ao contrário do que diz o título, está bem longe de ser o melhor que esta dupla, composta pelo autor e pelo cantor, pode fazer.
Pontuação 14/20 João Velada

A minha primeira grande desilusão, não pela canção menos ainda pelo seu intérprete que a defendeu brilhantemente, aliás posso dizer mesmo que ele “faz” a canção, mas sim pelo facto de não ter passado à final.
A interpretação do Rui foi a melhor desta semifinal. Na minha tabela de pontuações esta estaria definitivamente na final.
Pontuação 18/20 Luís Pereira

Héber Marques foi o compositor convidado para participar com a sua canção “O Teu Melhor”, autor da música e letra. Escolheu para a defender o cantor Rui Drumond. Um bonito poema, muito bem interpretado pelo cantor. Aliás atrevo-me a dizer que Rui foi a canção. Excelente interpretação, todo o seu profissionalismo e talento esteve à prova no palco, porém os votos não chegaram para a poderem apurar para a final. Na realidade as quatro apuradas reconheço que são de facto superiores a este tema. Rui não desista, para a próxima será melhor.
Pontuação 10/20 Maria Fernanda Fonseca

O Héber Marques faz temas magníficos e este não é excepção. Apesar de ser tudo menos um tema “eurovisivo”, creio que não foi esse o ponto principal para este tema. É sim uma excelente balada, com uma letra que mais uma vez fala de amor e que nos deixa a pensar sempre na nossa vida, nas vezes em que demos sempre o nosso melhor! Não posso deixar de falar na excelente interpretação do Rui Drumond que injustamente não se qualificou para a final e que era sem dúvida merecido, pois para além da sua voz magnífica, em palco esteve perfeito! Parabéns Rui, deste sem dúvida o teu melhor!
Pontuação 17/20 Miguel Meira

Um tema medíocre, para um intérprete de excelência. Tenho verdadeiramente pena do Rui, que defendeu esta canção com toda a mestria e que merecia algo muito, mas mesmo muito melhor.
“O teu melhor” representa exatamente aquilo que não sabemos fazer particularmente bem: pop comercial. Trata-se de uma cantiguinha muito pouco inspirada, construída by the book e que não surpreende minimamente.
09/20 Vasco da Câmara Pereira

A interpretação do Rui Drumond foi uma das melhores da noite. No entanto, é uma canção que pouco se destacava no meio de tantas baladas, o que deu um toque monótono a esta semifinal. Esta composição foi a que mais perdeu por comparação com outras. É também uma das canções que merece mais tempo para se desfrutar dela.
14/20 André Miguel Godinho

Rui Drumond teve uma magnífica interpretação e brilhou apesar da canção não ser para brilhar. Rui deu uma autêntica lição de interpretação e conseguiu transmitir que tinha uma pérola nas mãos ou melhor na garganta. Interpretou como só ele consegue, merecia um tema que o levasse à vitória. Ele foi o intérprete mais bem vestido da noite. Sobre a canção não consigo mesmo encontrar os mesmos predicados que atribuiu ao seu intérprete.
Pontuação 12/20 Carlos Portelo

Pontuação média da equipa de trabalho de Festivais da Canção para o tema O teu melhor por Rui Drumond: 13.55.

Ranking das canções não finalistas:
Agora – Márcia – 16,44
O teu melhor – Rui Drumond – 13,55
Para Perto – Golden Slumbers – 9,33

Fonte: Festivais da Canção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s