Pluralmente comentamos “Poema a Dois” por Fernando Daniel

Pluralmente comentamos hoje a Canção nº5 da Final do Festival da Canção 2017, o tema Poema a Dois, da autoria de Nuno Feist (música) e de Nuno Marques da Silva (letra). Esta canção foi interpretada por Fernando Daniel, tendo-se classificado em 5º lugar com 14 pontos, 7 provenientes do júri de sala e 7 dos telespetadores que se manifestaram em chamadas de valor acrescentado.

Vamos comentar e pontuar a canção Poema a Dois.

Eis um tema que facilmente associamos ao seu compositor pela linha melódica habitual e característica das suas canções. Agrada-me a variada utilização de instrumentos musicais ao longo da canção, o que permitem classificá-la como um tema marcadamente português. A construção melódica, algo entre a valsa e o fado, é igualmente assinalável, assim como a transição, perto do clímax, para um ambiente mais rock, sem esquecer a grande nota final. Tudo isto servido por uma boa letra e por um bom intérprete faz desta canção uma das que melhor nos teriam representado na Eurovisão.
Pontuação – 18/20 – João Velada

Fernando Daniel

Uma das melhores canções da noite, melhorou bastante na final com as alterações entretanto efectuadas. Uma aposta muito diferente da última apresentada por esta dupla em 2015. Uma linha melódica agradável que facilmente se retém no ouvido onde o intérprete mostrou o seu poder vocal e interpretativo. Pontuação – 19/20 – Luís Pereira 

Fernando Daniel foi o intérprete que defendeu a canção dos já “veteranos” Maestro Nuno Feist e o Letrista Nuno Marques da Silva. Um “Poema a Dois” interpretado com muita alma e inspiração artística mesmo ao jeito do cantor que tanto brilhou no programa The Voice da RTP e do qual saiu vencedor.
Uma bonita canção, bem musicada, bom poema e visualmente o cantor melhorou e brilhou consideravelmente no Coliseu. Realço a forma como a canção termina, em apoteose total, numa fusão de canto e luz, parecendo que tínhamos acabado de assistir a uma sessão de fogo de artifício e eram as últimas estrelas a brilhar no céu. Brilhante Fernando Daniel, parabéns pela sua participação neste Festival.
Voltei a não entender a votação para a canção dos “Nunos”, no que diz respeito ao Televoto, desceu demais em relação à votação da semifinal. No geral, obteve o 5º lugar da classificação deste Festival. Eu dou 20 Pontos
Pontuação 20/20 – Maria Fernanda Fonseca 

Tema épico em crescendo como Nuno Feist já nos habituou, no entanto com algumas nuances, dado que a “explosão” neste tema só acontece na parte final. A guitarra portuguesa dá-lhe um tom de extremo bom gosto, no entanto, vai-se perdendo ao longo do tema para dar lugar a um tema rock, estilo preferido do cantor. O poema de Nuno Marques da Silva fala sobre o amor, qualquer tipo de amor que é o que move toda a gente. Fernando Daniel empresta a sua voz magnífica a este tema e interpreta-o de forma exemplar.
Pontuação 18/20 – Miguel Meira

Canção característica da dupla Feist / Marques da Silva, mas que lhe falta o surpreendente de “Gratia plena” e a genialidade de “Alvorada”. O Fernando Daniel, apesar de uma excelente voz e de ter estando bastante melhor na final, não me convenceu na interpretação deste “Poema a dois”: vocalmente poderoso, mas com falta de sentimentos e de entrega na interpretação.
Uma proposta que lhe faltou algo para me cativar verdadeiramente.
Pontuação 13/20 Vasco da Câmara Pereira
 

Uma canção pensada para o palco da Eurovisão! Tem uma letra bonita, um instrumental de arrepiar, uma voz cheia de garra, mas falta-lhe algo para nos impressionar e agarrar logo. Talvez tenha tudo a mais, e hoje em dia talvez seja a simplicidade que nos cativa mais, precisamente. Gostava de ter ouvido esta canção na voz de uma mulher, talvez fadista. Mas o Fernando será um grande cantor e terá um futuro notável, e melhorou bastante a sua performance da semifinal para a final.
Pontuação 16/20 André Miguel Godinho 

Esta era uma das duas canções merecedoras de ganhar o Festival da Canção e nos representar do ESC, ganhou uma delas. No contexto deste Festival da Canção “Poema a Dois” destacava-se pela linha melódica a que Nuno Feist já nos habitou (as suas músicas ficam sempre no ouvido) e pela bom poema que tem a marca de qualidade de Nuno Marques da Silva. Sobre Fernando Daniel tenho a dar-lhe os parabéns pela sua interpretação e pelo seu, certamente, primeiro original. A nota aqui atribuída prende-se com a qualidade e a força desta canção, em relação às demais, só equiparada, em estilo diferente, pela grande e incontestável vencedora. Esta dupla já merecia ter ganho no passado o Festival da Canção, pelo menos duas vezes e a última delas foi em 2015.
Pontuação – 20/20 Carlos Portelo 

Fernando Daniel mostrou no Festival da Canção o porquê de ser a Voz de Portugal. Arrepiei-me com a sua interpretação na grande final, onde se entregou totalmente à canção e se apoderou dela. Houve, evidentemente, alguns problemas na semifinal, o que prejudicou bastante as chances de esta canção triunfar na última gala, mas o certo é que devemos aplaudir o imenso trabalho desenvolvido por esta equipa, que, ao contrário de outras, se esforçou para corrigir as imperfeições existentes. Fernando ambicionava muito a Eurovisão e empenhou-se muito para lá chegar. Percebeu que não é tão fácil como pode parecer à distância; com o tempo, espero que o cantor reconsidere um regresso ao Festival da Canção, talvez num outro registe musical, e que aí consiga concretizar o seu sonho. A Europa e o mundo merecem muito saber que existe um talento como o de Fernando Daniel. Parabéns a Nuno Feist pela melodia lindíssima (das que mais ficaram no ouvido deste Festival) e a Nuno Marques da Silva por ter conseguido dizer tanto com tão simples palavras.
Pontuação – 16/20 – Gonçalo Esteves Coelho

Uma grande canção e outra coisa não poderia ser de esperar tendo em conta os grandes nomes envolvidos. Teria sido uma boa representante na Eurovisão, caso tivesse ganho. Gostei principalmente do poema e do instrumental. A interpretação de Fernando Daniel foi perfeita como de costume, ainda assim não achei que fosse “a sua canção”, talvez por estar habituado a ouvi-lo em outros registos.
Pontuação – 16/20 – Guilherme Ruivo 

Pontuação média da equipa de trabalho de Festivais da Canção: 17.33

Ranking das 16 canções Finalistas e Não Finalistas:
1º Amar pelos Dois – Salvador Sobral – 19.44
2º Poema a Dois – Fernando Daniel – 17.33
3º Agora – Márcia – 16.44
4º Gente Bestial – 15.22
5º Don’t Walk Away – 14.78
6º Ao Teu Olhar – Beea – 13.55
6º O Teu Melhor – Rui Drumond – 13.55
8º Andamos no Céu – Helena Kendall – 12.88
9º My Paradise – David Gomes – 12.00
10º Se o Tempo Não Falasse – Inês Sousa – 11.33
11º Nunca Me Fui Embora – Lena D’Água – 11.22
12º Para Perto – Golden Slumbers – 9.33
13º Without You – Lisa Garden – 8.33

Fonte: Festivais da Canção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s