II Gala da OGAE Portugal – A nossa reportagem

José Carlos Garcia

Ontem à noite teve lugar no Auditório Municipal Orlando Ribeiro em Telheiras a II Gala da OGAE Portugal.
Nesta gala aconteceu uma autêntica celebração da música portuguesa com grande enfoque para as participações dos intervenientes nos Festivais da Canção.

A apresentação esteve a cargo de Olívia Ortiz que fez um ótimo trabalho, acentuando os aspetos profissionais e humanos das várias intervenções.

Nucha abriu as atuações precisamente com o seu ex-libris, Sempre (há sempre alguém), a canção com que venceu o Festival da Canção em 1990 e com que representou Portugal na Eurovisão. Toda a assistência cantou com Nucha este seu/nosso hino eurovisivo.
A segunda canção foi dedicada à sua filha, Um Novo Amor Nasceu, e tem a idade da mesma, ou seja, 24 anos. Nucha agradeceu a todos os fãs e suas organizações o carinho e a entrega que sempre colocam em torno dos cantores que fazem parte do historial do Festival da Canção e também da Eurovisão.
Nucha terminou as suas atuações com a interpretação do tema de Pedro Abrunhosa que dedicou especialmente a todos os fãs: Tudo o que eu te dou.

O Festival da Canção de 2017 marcou presença nesta gala através da presença de Beea e esteve muito bem representado.
Beaa abriu as suas atuações com o eterno êxito de sempre Fadinho Serrano que Gina Maria e Amália Rodrigues popularizaram, com toda a assistência a acompanhar esta melodia.
Jorge Fernando esteve muito bem representado ontem com as interpretações que Beatriz Felício nos brindou dos temas Chuva e de Ao teu olhar, esta canção foi concorrente na Segunda Semifinal do Festival da Canção 2017.
Beea demonstrou, uma vez mais, que é uma grande intérprete e tem tanto para dar à música portuguesa e a Portugal.

Romana subiu ao palco do Auditório Orlando Ribeiro para nos recordar a excelente canção de que foi co-autora juntamente com Rodrigo Serrão que levou ao Festival da Canção 2009, o grande tema Acordem olhos doirados. Uma canção que não merece ficar esquecida, esperemos que Romana a inclua num próximo álbum.
A cantora que está grávida trouxe-nos, ainda, os temas Nossa Senhora do Amor e Mãe Preta. Esta canção foi proibida pela censura no antigo regime, tendo o poema original sendo substituído pelo tão conhecido Barco Negro.
Romana foi igual a ela própria, genuína e com as qualidades de uma grande cantora, o que na realidade ela é, cantando estilos musicais muito diversificados, sempre com grandes desempenhos.

Artur Garcia fechou a primeira parte da Gala, o Príncipe da Rádio e também Rei da Rádio na década de 60, agora com 79 anos demonstrou todo o seu ainda enorme poder vocal. Os anos podem ter passado e deixando as suas marcas no aspeto físico do cantor, como é inevitável, perseveraram o seu aparelho vocal. Aquando do checksound ficámos atónitos com o seu potencial vocal e obviamente muito agradados.
Na Gala Artur Garcia começou por interpretar dois temas extra-festival, um do reportório de Roberto Carlos, Emoções, e um bolero em espanhol Amor, Amor. A finalizar as suas atuações e como se impunha Artur Garcia interpretou a canção com que concorreu no Festival da Canção 1967, o tema Porta Secreta. A plateia rendeu-se e homenageou Artur Garcia da melhor maneira possível: aplaudindo-o de pé e a gritar: Bravo.
É sempre de salutar quando o público acarinha os seus artistas, nomeadamente e independentemente da idade que têm. Há que aplaudir e acarinhar os nossos cantores porque eles trazem cor aos nossos dias.

A segunda parte teve início com as atuações de Vânia Osório e de Rui Luís acompanhados musicalmente por Tom Maciel. Vânia Osório com um novo visual em relação ao que vimos no Festival da Canção 2012, muito mais magra, trouxe-nos em dueto com Rui Luís os temas O mundo passa (FC20212) e para grande surpresa de todos assistimos à sua versão de Amar pelos dois, a canção que Salvador Sobral vai levar ao palco da Eurovisão, a Kiev dia 9 de maio. Terminaram a sua atuação com Valsinha.

O momento seguinte coube ao Presidente da OGAE Portugal, José Carlos Garcia que fez os inevitáveis e justos agradecimentos.

Depois foi a vez de Zana incendiar o palco deste auditório, abriu as suas atuações com O melhor de mim, tema criado por Mariza, depois a Balada de Outono (Zeca Afonso) e terminou com a canção que levou à semifinal e final do Festival da Canção de 2014, Nas asas da sorte, de pé toda a assistência cantou e dançou esta grande canção de Paulo Abreu Lima e de Jan van Dijck.
Na plateia estava Alexandre Sousa, um dos elementos de palco desta canção no Convento do Beato e foi convidado por Zana a subir ao palco do Auditório Orlando Ribeiro, ambos fizeram a festa no palco que transbordou para toda a assistência. Zana mostrou, uma vez mais, o seu enorme poder vocal e interpretativo. É uma grande cantora, de facto!

A mulher cedeu lugar ao marido neste palco, ou seja, Marco Quelhas quase que fechou a Gala de ontem. Este compositor, autor e intérprete depois de ter recuperado de um problema de saúde regressou à atividade artística e ontem trouxe-nos a canção que juntamente com Tony Jackson levou ao Festival da Eurovisão em 2001, Só sei ser feliz assim e o tema de que foi co-autor e co-compositor A cidade (até ser dia). 

O espetáculo foi encerrado pelo casal Zana e Marco Quelhas tema apaixonado Tengo ganas de ti.

Grandes atuações que ontem celebraram, de facto, a música portuguesa, numa noite de dérbi Benfica-Porto que nada adiantou para o resultado de ambas as equipas. Porém II Gala da OGAE Portugal preencheu as nossas almas de boa música portuguesa.

Ainda hoje disponibilizaremos os vídeos de muitas das atuações da gala de ontem. Agora fique com as fotos da gala.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: Festivais da Canção, OGAE Portugal | Fotos: © Luís Pereira

2 pensamentos sobre “II Gala da OGAE Portugal – A nossa reportagem

  1. Esta super gala realizada pela ogae portugal foi a melhor de sempre e tambem deu lugar para um dos melhores encontros de sempre 🙂

  2. Pingback: Vânia Osório entrevistada por Festivais da Canção |exclusivo| |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s