Carlos Costa, David Antunes e Rui Nova comentam “Amar pelos Dois”

Continuando a publicar as mensagens que temos recebido sobre a canção portuguesa ao ESC, o tema de Luísa Sobral, interpretado por Salvador Sobral que se intitula Amar pelos Dois. Tanto pelo número de comentários recebidos, quer pelo seu conteúdo os portugueses estão maioritariamente solidários com a nossa canção, verificando-se uma enorme onda de apoio em torno da nossa participação no Festival Eurovisão da Canção 2017.
A classe artística não é exceção, como temos vindo a constatar. Hoje publicamos os testemunhos de Carlos Costa, David Antunes e Rui Nova.

Carlos Costa, tal como Salvador Sobral, participou na terceira edição do programa Ídolos. A partir desse momento ficou conhecido do grande público e os projetos profissionais sucederam-se. Em 2012 participa no Festival da Canção com o tema de João Só, Queres que eu dance?
Fique com as palavras de Carlos Costa sobre a nossa canção:
“Amar Pelos Dois” fez-me chorar desde início. É um orgulho ouvir o meu “irmão televisivo” brilhar desta forma. No dia da final quis tanto abraçá-lo. Obrigado à Luísa por este motivo de orgulho. É uma canção que me faz vibrar e para mim é a vencedora da Eurovision 2017.
Carlos Costa

David Antunes é cantor, músico e compositor. Mais recentemente vimo-lo no programa da TVI, A tua cara não me é estranha, tendo sido o vencedor desta edição.
Também ele não ficou indiferente à canção de Luísa Sobral e deixou-nos a seguinte mensagem:
Continuo a acreditar que conseguimos ganhar pela primeira vez este festival.
David Antunes

Rui Nova cantor, compositor e radialista participou no Festival da Canção 2010, em que foi finalista com o tema Uma canção à Cid enviou-nos o seguinte testemunho:
Foi sem surpresa que fui seguindo o percurso da canção “Amar pelos dois” até à vitória final. A canção ingénua e complexa de Luísa Sobral só ficou a ganhar com a timidez interpretativa e quase fugidia de Salvador Sobral. A táctica dos compositores convidados, para cada edição do Festival da Canção, vem tirar a oportunidade aos numerosos talentos nacionais de concorrer com as chamadas canções festivaleiras ou “eurovisivas”. De qualquer modo, e ao contrário, esta canção não tendo o rótulo do “comercial europeu”, pode funcionar pela singeleza, simplicidade e ar assustado de um intérprete de grande nível. A diferença conta! À primeira vista esta é apenas uma grande canção de consumo interno. Mas, analisando bem, o impacto que a interpretação pode provocar no Eurofestival, poderá bem tornar esta, na canção do nosso contentamento… Acreditemos. Seja Sobral o nosso Salvador!
Rui Nova

Agradecemos a Carlos Costa, David Antunes e a Rui Nova a sua colaboração. Aceda aqui aos comentários já publicados anteriormente.

Fonte: Festivais da Canção | Depoimentos recolhidos por Carlos Portelo e Miguel Meira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s