Ana Feu, Arménio Pimenta, Filipe Keil e Maria Viana comentam “Amar pelos Dois”

Continuamos a publicar as mensagens que temos recebido sobre a canção portuguesa para o Festival Eurovisão da Canção deste ano, o tema de Luísa Sobral, interpretado por Salvador Sobral que se intitula Amar pelos Dois. Estamos a verificar uma enorme onda de apoio em torno do nosso tema e os comentários que temos recebido são prova disso. O tema composto por Luísa Sobral para o seu irmão está a emocionar e cativar a opinião pública.

Hoje publicamos mais quatro testemunhos, desta vez de Ana Feu, Arménio PimentaFilipe Keil e Maria Viana.

Ana Cristina Feu nasceu a 6 de dezembro de 1961 e reside em Cascais, apesar das suas origens algarvias. Desde cedo que começou a cantar fazendo parte do lote de cantores que participou no Prémio Nacional de Música, em 1988. Interpretou o tema Tarde Demais, no Casino da Figueira da Foz. Posteriormente participou em vários programas dos quais se destaca Cabaret, de Filipe La Féria. Com a sua filha Vera Feu, participou no concurso Família Superstar, em 2007, mostrando novamente todo o seu talento. É seguidora assídua do mundo musical.
Fique com as palavras de Ana Feu sobre a nossa canção:
Desprovido de qualquer pretensão, doce e leve, é linda esta balada de um amor infinito que nos embala na sua maravilhosa simplicidade. Como costumo dizer, é na simplicidade que se toca a perfeição. Completamente fã deste tema e desta voz lindíssima, só desejo que o Salvador consiga amar o nosso País por todos nós.
Ana Feu

Arménio Pimenta nasceu em Vila Real, a 25 de Setembro de 1983. Desde cedo que a sua paixão pela música cresceu, tendo pisado o palco pela primeira vez aos quatro anos. Pertenceu a várias bandas desde a adolescência até aos dias de hoje. A par com a música segue também uma carreira como futebolista, sendo guarda-redes. A moda também é outra das suas paixões, tendo já trabalhado como modelo. Já fez parte do elenco de vários musicais de Filipe Lá Féria, como Jesus Cristo Super Star, Piaf ou Feiticeiro de Oz.
Arménio Pimenta participou na primeira edição do programa A Voz de Portugal, o que depois o levou até ao Festival da Canção 2012, com o tema Um Poema na Bagagem, com autoria de Ménito Ramos.
Também ele não ficou indiferente à canção de Luísa Sobral e deixou-nos a seguinte mensagem:
O que eu posso dizer desta música… eu só vi a final em direto do Festival, pois gostava de ser surpreendido pelos temas, e estava à espera de um tema forte e com espetáculo… mas surgiu mais uma vez uma balada, mas uma balada que eu posso dizer que é magnífica.
Sei que já estamos habituados a baladas e algumas pessoas cansadas deste tipo de músicas, mas esta balada tem algo fora de normal! É uma música cheia de sentimento, e com uma orquestração magnífica, uma música com uma linha melódica que nos leva a viajar na mensagem da letra! Eu que sigo nas redes sociais vejo que a Europa está rendida a Portugal. Será este ano? Espero bem que sim!
Parabéns Portugal!
Arménio Pimenta

Filipe Keil, nome artístico de Tiago Batista, nasceu a 7 de Fevereiro de 1991 e desde muito novo está ligado à música. Participou no primeiro Festival RTP Júnior em 2006, com Só Quero Um Mundo Melhor e desde aí não tem parado. Participou em 2013 no Factor X, tendo participado a solo e posteriormente sido integrado no grupo Yeah! Land, chegando até à 4ª gala. Em 2014 editou o seu primeiro EP, com baladas que dão a visão musical do cantor. O primeiro single lançado tem por título Contigo. Editou recentemente um novo tema ao qual iremos dar destaque brevemente.
Fique com as palavras de Filipe Keil acerca da nossa canção:
O tema “Amar Pelos Dois” é, sem dúvida, muito bonito. É uma canção intemporal onde a letra está muito bem conseguida. Sinto que nos faz parar um pouco. Faz-nos ouvir com mais detalhe e atenção, faz-nos sentir algo mais, uma pequena nostalgia. A Luísa e o Salvador estão de parabéns. Já admirava o trabalho deles há algum tempo e fiquei a admirar ainda mais.
O primeiro pensamento que me surgiu ao ouvir este tema foi o ter-me lembrado dos clássicos. A voz do Salvador é muito bonita e aquele arranjo de cordas deixou-me arrepiado.
Filipe Keil

Maria Viana nasceu a 17 de Março de 1958, é filha de José Viana e da atriz brasileira Jújú Batista. Esta cantora começou na música ligeira integrada no grupo Cocktail, que tiveram um grande sucesso no final da década de 70. Participaram em dois Festivais da Canção, em 1979 com o tema Amanhã Virás e depois em 1981 com Vem Esquecer o Passado. Maria Viana foi o único elemento que se manteve desde o início até ao final do grupo em 1984.
A partir dessa altura decidiu enveredar por uma carreira no jazz, estilo onde ainda hoje se sente à vontade. Editou três trabalhos discográficos em nome próprio: Entre Amigos (1993), Espírito do Tempo (1999) e Terra Prometida (2005) e participou em variadíssimos programas na RTP ao longo dos anos 80 e 90. Ao longo dos anos 90 e 2000 fez um série de concertos por todo o país levando o jazz aos mais variados palcos.
Desde há alguns anos que está ligada ao Cascais Jazz Club, na cidade de Cascais, onde atua com regularidade.
Fique com as declarações desta intérprete:
Achei a interpretação de Salvador Sobral impressionante: sentida, verdadeira… Quem me dera haver muitas mais canções e intérpretes assim! Detestei o recurso a playback!
Maria Viana

Agradecemos a Ana Feu, Arménio Pimenta, Filipe Keil e Maria Viana a sua colaboração. Aceda aqui aos comentários já publicados anteriormente.

Fonte: Festivais da Canção | Depoimentos recolhidos por Miguel Meira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s