Esta Festa das Canções – O nosso painel comenta a canção da Hungria

A Hungria iniciou as suas presenças no Festival Eurovisão da Canção em 1994 e desde então ausentou-se em 1996 e no período compreendido entre 1999 e 2004 inclusive e também em 2006 e 2010.
A melhor classificação obtida por este país foi um 4º lugar precisamente em 1994. A Hungria esteve por duas vezes no Top 5.
Desde a implementação do sistema das semifinais a Hungria apenas não foi finalista em 2008 e 2009.
Este ano a Hungria realizou a sua final nacional designada por A Dal de onde saiu vencedora a canção Origo por Joci Pápai. Esta canção concorre na segunda semifinal de 11 de Maio e sobe ao palco eurovisivo com o nº 9.
Aceda aqui à nossa ficha para a canção húngara.

Comentários dos nossos convidados especiais à canção da Hungria:

Sofia Vieira LopesA primeira canção desta semifinal que é cantada na língua autóctone e, na verdade, uma das poucas canções onde isso acontece. Aos versos cantados em húngaro, junta-se o refrão: uma frase repetida cantada em Romani. A letra aponta para as questões de discriminação étnica que, infelizmente, hoje estão tão presentes no dia-a-dia europeu. O refrão e o padrão melódico do violino com uma sonoridade étnica reforçam esta ideia e conferem-lhe elementos de diversidade. Não aprecio propriamente, mas destaco a diferença aqui apresentada. 15/20

Carluz BeloE de repente, não ouvir sempre o inglês como língua de fundo continua a merecer nota positiva. O tema faz uma fusão entre arranjos de uma produção musical moderna, sem abdicar de alguns instrumentos tradicionais e parece-me bem conseguido nessa fusão. Apesar de a canção estar bem conseguida, não me parece um tema para o pódio, mas de facto também não compromete. 12/20

João FerreiraUma canção quase perfeita! Uma melodia super interessante, uma das entradas mais singulares nesta edição, muito moderna e emocional. Joci Pápai é brilhante quer a nível vocal, quer em palco. A melodia transforma-se, cria detalhes étnicos e é imensamente “refrescante” quando comparamos o estilo presente na maioria das canções este ano.
Composta e escrita pelo próprio intérprete, Origo, é das minhas canções favoritas no certame de 2017 e para mim, um dos candidatos ao Top 5. Sim, as apostas internáuticas valem cada vez menos… 16/20

Jorge MangorrinhaCelebra a diversidade na Eurovisão, o que é positivo, mas a história é semelhante a outras já ouvidas e a música é um “tudo ou nada”. 15/20

Nina PintoUma aposta bem diferente da Hungria. Joci Pápai não só interpreta, como é o autor de Origo, uma mistura de ” Chill-out music” , eletrónica com musica étnica que na minha opinião resulta muito bem. Considero uma das canções mais fortes desta semifinal com um lugar mais que certo na final. 17/20

Nuno Marques da SilvaAté que enfim. Não ouvimos o inglês e temos algo autêntico e genuíno em termos musicais. Só por isso já merece a presença na final. Ainda assim acho que o fará por mérito próprio. E aqui está a prova de que é possível não cantar em inglês, fundir o étnico com as batidas mais comerciais e ter um óptimo resultado. É obra. 17/20

Pedro Sá Prémio equívoco cultural do ano. Eu se ouvisse esta canção sem contexto prévio diria que seria made in France e cantada por alguém com raízes no Mali, Mauritânia ou coisa parecida. Claro que não é por isso que gosto mais ou menos dela. Interessante. 13/20

Sérgio Lourosa AlvesTalvez a música mais étnica deste ano na Eurovisão. Ainda que seja na língua nativa, é uma música tradicional, com instrumentos típicos da cultura húngara, mas com um instrumental atual, de ritmo intenso, que nos transporta para uma atmosfera oriental e mística. Aspetos negativos, tem muitas partes que não são cantadas, que em palco devem ser, de certo, ocupadas, com bailarinos e coreografia do folclore húngaro. E outro aspeto negativo, é a parte de RAP da música, descaracteriza esta música étnica. Ainda assim, ainda bem que há músicas na língua nacional na Eurovisão. 13/20

Comentários dos elementos do site Festivais da Canção à canção da Hungria:

Luís PereiraGosto muito desta canção. Tem o mérito de ser interpretada na língua materna, confesso que já deito canções pop ou mesmo baladas cantadas em inglês pelos olhos. O único senão é ser demasiado repetitiva mas como não compreendo a língua dou um desconto, a repetição poderá estar perfeitamente enquadrada no tema. Acredito que esteja na final e por mérito próprio. 15/20

Maria Fernanda FonsecaJoci Pápai interpreta “Origo” muito bem. Uma canção cantada na sua língua, sabe bem ouvir aquela sonoridade, um étnico que faz a diferença nesta eliminatória e também porque sai daquele registo eurovisivo e do inglês. Faz falta uma canção assim nesta festa, como tal gostaria muito de a tornar a ouvir na final. 16/20

Miguel MeiraEste tema húngaro sugere-nos um pouco os temas árabes, fazendo-nos lembrar alguns temas turcos, por exemplo. O intérprete de origem cigana mostra isso mesmo no seu timbre vocal. Creio ser um tema que passará completamente despercebido nesta semifinal. Poderá beneficiar por ser diferente dos restantes. Esperava muito mais da Hungria! 13/20

Vasco da Câmara PereiraSem grandes surpresas, esta é a minha canção favorita. Fusão perfeita entre sons tradicionais e outros mais atuais. Das poucas canções que faz jus ao slogan deste ano, celebrar a diversidade. Para além de uma grande canção, Joci Pápai também nos oferece uma interpretação extraordinária, cheia de emoção e sentimento. 20/20

André Miguel GodinhoUma boa aposta de fusão, mais bem conseguida na parte étnica, que é quando lhe dá ainda mais riqueza em termos musicais. E só por ser cantada em húngaro destaca-se logo. Parabéns pela opção! 14/20

Carlos PorteloAqui está uma canção que se distingue das outras e pela positiva. Uma fusão de estilos musicais que não choca. Uma nota também positiva é o dizer não ao inglês que já cansa. O grande tema étnico da edição deste ano. Será finalista, não duvido. 15/20

Gonçalo CoelhoA Hungria merece o nosso respeito pela coragem em arriscar enviar um tema em húngaro, com grande cariz étnico e defendido por um artista com raízes ciganas. Pelo atrevimento e pela originalidade, gostaria de que conseguissem passar à final. No alinhamento deste ano, é uma canção que se destaca claramente, e a Hungria merece recolher os frutos disso. Pessoalmente, não é uma canção que me diga muito, ainda que haja partes que eu acho muito interessantes. 12/20

Guilherme RuivoUma canção fantástica e que fará as delícias dos jurados. Acredito mesmo que este seja o nosso grande “inimigo”, caso Portugal e a Hungria se encontrem na final. Tem como base um instrumental poderosíssimo, quase épico, e com identidade. Um intérprete excelente. É cantada na língua materna. Parece-me um grande ano para a Hungria. Vai passar facilmente a semifinal e na final, tendo em conta que é a Hungria tudo pode acontecer. Vai pontuar alto com o júri, mas o público é a incógnita. Acredito que fique nos 10 primeiros, mas com certeza longe do pódio. 15/20

João VeladaAgrada-me o facto de esta canção ser cantada na língua materna do seu país, assim como também gosto de ver que reflete a cultura musical característica da Hungria. Por contraste, acho que a parte do rap não se adequa e arruína por completo as partes positivas, tornando a canção apenas mediana. 12/20

Pontuação Média dos Jurados Convidados: 14,75 Pontuação Média dos Jurados do Site Festivais da Canção: 14,67
Pontuação Total: 250 pontos | Pontuação Média de todos os jurados: 14,70
Intervalo de Pontuação entre: 12 e 20 respetivamente de Carluz Belo/Gonçalo Coelho/João Velada e de Vasco da Câmara Pereira

Posição País Pontos Média
Hungria 250 14,70
Holanda 238 14,00
Malta 234 13,76
Sérvia 212 12,47
Áustria 210 12,35
ARJ da Macedónia 204 12,00
Roménia 173 10,18

Fonte. Festivais da Canção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s