Ecos da imprensa internacional ao primeiro ensaio de Portugal

Passámos por vários sites para sondar as opiniões do primeiro ensaio de Portugal no ESC2017. Abaixo pode ler algumas dessas impressões que nos pareceram mais relevantes.

ESCUnited:
Quem ensaia por Portugal é Luísa Sobral, a autora da canção e irmã de Salvador. Apesar de não podermos avaliar a situação, ela canta de uma forma diferente da que estamos acostumados e tem uma qualidade agradável e única na sua interpretação. Ela está de pé numa pequena plataforma no centro da plateia e se este é o plano para Salvador quando ele chegar, então vamos ter uma atmosfera encantadora e íntima. Vamos fazer figas!

Eurovoix:
Portugal está a actuar num palco satélite na audiência. Um contraste em imagens, da canção anterior vinda do Azerbaijão. Pouco mudou em termos de produção do desempenho na final nacional.
No ecrã, ao fundo do palco, temos um belo bosque. Satisfatoriamente este será o equilíbrio perfeito entre a canção e a encenação.

Eurovisionary:
O palco está totalmente inundado de azul escuro e nada mais lá está para retirar a atenção da canção. Um violino gentil toca juntamente com este número muito ao estilo “La La Land” e que poderá vir a destacar-se devido ao facto de ser muito diferente. A velha escola da Eurovisão.

Wiwibloggs:
Ela é a irmã mais velha de Salvador Sobral e vai substituir o irmão durante os dois primeiros ensaios da Eurovisão. E, neste domingo, Luísa foi o orgulho do seu irmão ao dirigir o primeiro ensaio técnico. Antes do ensaio de hoje eu estava preocupado pelo facto dos LEDS e dos ajustes em palco poderem vir a sobrepor-se à canção e ser um factor de distracção da pureza da canção. Felizmente não é o caso. Na verdade, é reforçada a atmosfera o que faz uma música clássica parecer mais contemporânea. É ainda o meu desempenho favorito do dia.

Luísa esteve no palco ilha – muito idêntico a Anouk no ESC2013 – cantou directamente para a câmara que captou o seu rosto suave. Ao fundo, LEDs com uma floresta encantada que parecia incrivelmente viva. A ternura e a suavidade da canção combinavam com os seus tons convidativos – mais encantador que “Ferngully” (um filme musical animado), mais calma do que uma selva e direccionado perfeitamente para a vocalidade do Salvador.

O trabalho da câmara está bem pensado e é sensível. Esta é uma canção calma mas com grande impacto sonoro. E a encenação foi levada a outro nível.

Fonte: ESCUnited, Eurovoix, Eurovisionary, Wiwibloggs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s