Esta Festa das Canções – O nosso painel comenta a canção da Alemanha

A Alemanha é um dos países pioneiros do Festival da Eurovisão e desde 1956 tem sido uma presença assídua, apenas estando ausente em 1996, concorrendo em circuito fechado de televisão, onde se classificou em 24º lugar.
Este país consagrou-se vencedor, por duas vezes, nomeadamente em 1982 com o tema Ein Bisschen Frieden por Nicole e em 2010 com a canção Sattelite por Lena Meyer-Landrut. As canções alemãs atingiram o Top 5 por 15 vezes.
Este ano, os alemães fizeram a sua final nacional, Unser Song, onde apuraram a canção Perfect Life com interpretação de Levina.
Aceda à nossa ficha para a canção da Alemanha aqui.

Comentários dos nossos convidados especiais à canção da Alemanha:

Nina PintoTodos os anos há rumores ou acusações de plágio que não dão em nada e este ano ”calhou” à Alemanha. Uma canção comercial, bem orelhuda e apelativa ao público mais jovem e parece-me a mim subestimada por muitos. 15/20

Nuno Marques da SilvaA Alemanha brinda-nos com uma proposta simpática mas não passa mesmo disso. Fraquinha esta canção e banalidade poética não merece comentário. 04/20

Pedro SáOutra canção dentro da média, interessantezinha. Mas não há mais nada a dizer sobre ela, na realidade…12/20

Sergio Lourosa AlvesO que se tem passado com a Alemanha nos últimos anos desde a Lena e o seu “Satellite”, que era música fresca e inovadora para altura? As últimas propostas da Alemanha têm sido sempre muito parecidas e coladas com outras músicas existentes. Este ano é outro caso, com uma música que parece que estamos a ouvir Avicci ou David Guetta ou Calvin Harris. Não traz nada de novo e a interpretação da cantora não é inovadora, nem na forma como canta nem no seu timbre. Sem música com originalidade na estrutura e com uma cantora simplesmente competente, a Alemanha voltará a ficar nos últimos lugares, novamente. 04/20

Sofia Vieira Lopes Uma canção pop muito banal e cantada por uma voz muito banal. Levina não canta mal, mas não aprecio minimamente o timbre da sua voz. Esta canção não é nada de especial e não fica no ouvido. Será que a performance irá trazer alguma mais-valia? 12/20

Carluz BeloA canção tem uma entrada de refrão muito boa. Consegue pertencer à categoria de pop contemporâneo, sem ser demasiado banal, o que por si só já é bastante difícil. Aos meus ouvidos, há algum bom gosto na escolha da sonoridade, que só resulta pelo facto da melodia do refrão, mais uma vez, ter acordes cativantes. Apesar da voz da intérprete ser interessante, e apesar da sua excelente imagem, penso que a canção nunca chega a “aquecer” como se espera numa final da Eurovisão. Contudo, apesar de ficar a meio gás em termos eurovisivos, é uma boa canção por si só. 15/20

João Ferreira Para constar num Top 10 da Eurovisão uma música tem, no mínimo, de ser o espelho de três aspetos: singularidade, presença e carisma. “Perfect Life” e Levina não possuem nenhuma destas características. Aliás, as últimas participações germânicas têm falhado no certame por esse motivo. Este tema é um êxito mediano de rádio, tão parecido e tão básico como tantos outros.
É má? Não. É muito boa? Também não. Por essa razão a Alemanha deveria estar a pensar em como inverter estas classificações em 2018, porque 2017 está condenada a ficar nas derradeiras posições novamente. 11/20

Jorge MangorrinhaApenas a voz se distingue pela positiva, apenas a voz não é cópia. 07/20

Comentários dos elementos do site Festivais da Canção à canção da Alemanha:

Vasco da Câmara PereiraCanção completamente esquecível, banalíssima e que parece que nunca chega verdadeiramente a arrancar. Mais um ano em que a Alemanha se arrisca a ficar no fundo da tabela. Se calhar, o melhor é chamar novamente o Stefan Raab a ver se a coisa melhora para o ano que vem. Para agravar ainda mais a situação, esta canção é exatamente igual – leia-se, um enorme plágio – a “Young and wild” da Aleksandra Kovač. 08/20

André Miguel GodinhoUm pop interessante, faz lembrar outras tantas que são top nas rádios atuais. Mas o grande trunfo é mesmo a cantora escolhida, muito competente e talentosa. 14/20

Carlos PorteloUma aposta que não envergonha, mas que não convence. A Alemanha tarda a trazer ao ESC algo digno do seu estatuto de finalista permanente. Há que surpreender e fazer a diferença e isso não acontece, uma vez mais. Nota muito positiva para a interpretação de Levina que merecia uma melhor canção. 10/20

Gonçalo CoelhoNão dá para levar esta canção a sério devido ao plágio que foi feito da canção “Titanium”. Além disso, e ao contrário deste tema de David Guetta, a proposta da Alemanha é demasiado linear, pobre e esquecível. É uma canção que promete muito mas nunca arranca efetivamente. Quando acaba, esqueço-a completamente. Levina tem de melhorar a sua prestação vocal, se quiser usar a voz para compensar a falta de carisma e de à-vontade no palco. A Alemanha perdeu o fulgor de 2010-2012 e deverá ficar uma vez mais nos últimos lugares (se não mesmo no último). 04/20

Guilherme RuivoAlemanha… Alemanha… último lugar com uma pontuação medíocre pelo terceiro ano consecutivo. Se nos anos anteriores não era merecido, porque eram canções onde, de facto se via trabalho e empenho por parte das equipas envolvidas, nesta não. A cantora é competente e tem uma voz bonita, mas esta canção não tem qualquer hipóteses. Demasiado datada e repetitiva.  09/20

João VeladaA canção alemã é agradável e simpática, mas estes dois adjetivos não chegam para que este país consiga alcançar uma classificação de que se possa orgulhar. Este tema ouve-se bem, mas perde-se rapidamente no meio da competição. A voz da intérprete é bastante fraca, o que ainda complica mais as contas. A Alemanha corre o risco de ficar em último lugar pelo terceiro ano consecutivo. 07/20

Luís PereiraNão me parece que a Alemanha vá longe com esta canção. Pessoalmente não gosto nada do instrumental, acho-o demasiado repetitivo do princípio ao fim. A única salva nesta canção é a voz da cantora. 05/20

Maria Fernanda FonsecaA canção que este país nos apresenta neste Festival, “Perfect Life”, não é de todo uma canção extraordinária. Bem pelo contrário, encontro neste tema uma canção sem inovação, uma interpretação dentro de um registo normal, que se adapta ao estilo da música. Os países não deviam estar já previamente estipulados com a sua presença na final, é uma das regras do Eurofestival que não entendo continuar a existir. 10/20

Miguel MeiraA Alemanha apresenta-nos um tema pop, igual a tantos outros que ouvimos por aí. Sem nada de novo temo que este país fique mais uma vez na cauda da tabela. Gosto da voz da cantora, mas isso não chega. Vamos ver como corre em palco. 12/20

Pontuação Média dos Jurados Convidados: 10,00  Pontuação Média dos Jurados do Site Festivais da Canção: 08,44
Pontuação Total: 156 pontos | Pontuação Média de todos os jurados: 09,18
Intervalo de Pontuação entre: 04 e 15 respetivamente de Gonçalo Coelho/Nuno Marques da Silva/Sérgio Lourosa Alves e de Carluz Belo/Nina Pinto.

Apresentamos o nosso ranking com as 20 canções nossas finalistas (saídas da primeira e segunda semifinais) acrescido das canções finalistas à partida, hoje incluímos a da Alemanha.

Posição País Pontos Média
Portugal 327 19,23
Finlândia 296 17,41
Bielorrússia 252 14,82
Bélgica 251 14,76
Hungria 250 14,70
Irlanda 247 14,53
Austrália 246 14,47
Estónia 243 14,29
Arménia 240 14,12
10º Bulgária 239 14,06
11º Holanda 238 14,00
12º República Checa 237 13,94
13º Israel 235 13,82
14º Malta 234 13,76
14º Geórgia 234 13,76
16º Suécia 229 13,47
17º Suíça 227 13,35
17º Eslovénia 227 13,35
19º Azerbaijão 224 13,18
20º Dinamarca 213 12,53
21º Alemanha 156 09,18

Fonte: Festivais da Canção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s