Jorge Guerreiro, Nuno Marques da Silva, Rubi Machado e Rui Neto comentam “Amar pelos Dois”

Continuamos a publicar as mensagens que temos recebido sobre a canção portuguesa para o Festival Eurovisão da Canção deste ano, o tema de Luísa Sobral, interpretado por Salvador Sobral que se intitula Amar pelos Dois. Estamos a verificar uma enorme onda de apoio em torno do nosso tema e os comentários que temos recebido são prova disso. O tema composto por Luísa Sobral para o seu irmão está a emocionar e cativar a opinião pública.

Hoje publicamos mais quatro testemunhos, desta vez de Jorge Guerreiro, Nuno Marques da Silva, Rubi Machado e Rui Neto.

Jorge Guerreiro nasceu a 5 de Dezembro de 1981 no Cacém, onde também reside. É cantor, tendo iniciado a sua carreira em 2009, quando gravou o seu primeiro trabalho intitulado Fúria de Vencer. Em 2010 concorreu ao Festival da Canção com o tema Ai, Lisboa, tendo obtido um 11º lugar na grande final. Desde aí a sua carreira deu um salto gigantesco com o lançamento de mais três discos e uma série de concertos de norte a sul do país e nas nossas comunidades por todo o mundo. Os seus temas dançáveis e a sua imagem fazem com que Jorge Guerreiro se torne um caso de sucesso nos últimos anos, a juntar ao enorme talento e às suas capacidades humanas.
Fique com as palavras de Jorge Guerreiro sobre a nossa canção:
Seja qual for o resultado este ano apostamos na simplicidade de um tema que poderá marcar pela diferença. Segundo Luísa Sobral, no dia 13 Maio não será muito diferente das eliminatórias. O tema é intimista, a interpretação é fantástica… possivelmente a Europa não ficará indiferente ao Salvador.
Jorge Guerreiro

Nuno Marques da Silva nasceu a 13 de Março de 1971 e é bem conhecido dos fãs do Festival por ser o autor de sete temas que têm participado nos últimos Festivais da Canção. Fez parte da Tuna Camoniana In Vino Veritas, da Universidade Autónoma de Lisboa. Como curiosidade foi também o apresentador da Grande Noite do Fado no ano de 2000. Como letrista assinou sete poemas para composições de Nuno FeistAlém do Sonho (2007), Do Outro Lado da Vida (2008), Alvorada (2010), Gratia Plena (2012), Sonhos Roubados (2014), Outra Vez Primavera (2015) e Poema A Dois (2017).
Também ele não ficou indiferente à canção de Luísa Sobral e deixou-nos a seguinte mensagem:
Portugal arrisca-se a ter a melhor classificação de sempre na Eurovisão. Um tema que nos toca de uma forma surpreendente defendido por um intérprete que a todos contagia pela sua simplicidade, humildade e bom humor. Inegavelmente a melhor proposta que Portugal até hoje apresentou para a Eurovisão. Uma canção é feita de todo um conjunto e “Amar pelos dois” faz isso mesmo. Como diriam os georgianos Keep the faith!!! Ganhar parece extremamente difícil até porque sabemos que a RTP pouco fará para que isso aconteça. Até aqui tudo normal, mas ainda assim nunca se sabe. Parabéns Salvador e Luísa. Amaremos por todo um país!!!
Nuno Marques da Silva

Rubi Machado é uma cantora luso-indiana, nascida em Moçambique a 12 de Agosto de 1965, e que canta desde 1978 para as comunidades indianas. Em 1979 estabeleceu-se em Portugal tendo continuado a cantar música de origem indiana. Recentemente juntou-se ao projecto LisGoa, com o guitarrista António Chainho. A sua voz pode também ser escutada nos projecto dos cantor cigano Nazzaryn Navarro e da Todos Orquestra. Esta cantora abriu o desfile de canções da segunda semifinal do Festival da Canção 2015, com o tema Quando A Lua Voltar A Passar, com autoria de Sebastião Antunes, não se tendo apurado para a final. Continua a fazer vários espetáculos, nomeadamente de temas indianos.
Fique com as palavras de Rubi Machado acerca da nossa canção:
Na minha opinião, “Amar pelos Dois” é uma música belíssima, com uma melodia encantadora e uma letra linda. É uma excelente produção e acredito que terá muito sucesso. No entanto, o Festival da Eurovisão é um evento com um carácter muito próprio e penso que uma balada não é o género mais apropriado. A meu ver, a natureza deste Festival requer músicas com outro tipo de ritmo. Ainda assim, a música selecionada representa muito bem o nosso país e revela o grande talento dos artistas portugueses.
Rubi Machado

Rui Neto nasceu a 6 de Junho de 1979, em Lisboa. Tem o mestrado em Ciências da Comunicação e a licenciatura em Teatro, Marketing e Publicidade pelo IADE. Estreou-se no teatro em 1998 numa peça infantil e desde aí os palcos e a televisão têm sido a sua vida. Na televisão participou em séries como Milionários À Força (2001), Inspector Max (2004), Conta-me Como Foi (2011), Sinais de Vida (2013), entre outras. Em termos de novelas começou em O Último Beijo (2002) e Saber Amar (2003) e depois destacou-se pelas suas personagens em Queridas Feras (2003), Vingança (2007), Floribella (2007), Sedução (2010), Sol de Inverno (2013) ou Água de Mar (2014). Já pisou inúmeros palcos de teatro, quer em papeis secundários, quer recentemente em vários papéis principais que desempenha brilhantemente. Atualmente podemos vê-lo semanalmente na série Ministério do Tempo, na RTP, e também diariamente na recém-estreada novela Espelho d’ Água, na SIC.
Fique com as declarações deste actor:
A primeira vez que vi/ouvi a música do Salvador Sobral, não pensei em mais nada. Fiquei colado ao écran de boca aberta, e com uma lágrima no canto do olho. Não consigo explicar. Nem acho que haja nada que o explique. A imagem dele e a sua interpretação completam o ‘filme’ emocional que a música encerra. Tal como um bom ator, leva-nos numa viagem, e apanha-nos desprevenidos em ‘pre-conceitos’ que caem por terra. Deixa de ser importante se a música é ou não festivaleira – seja lá o que isso for – pois passa a cumprir a sua função maior, torna-se universal, e vai com quem a quiser, passa a ser um momento, um filme, uma memória, uma emoção. Acho que o Festival da Eurovisão perdeu o sentido e o seu propósito com o passar dos anos. Antigamente servia para unir os povos e culturas. Hoje parece mais uma fábrica de ídolos e fogo de artifício sem sentido. Talvez “Amar pelos Dois” possa resgatar essa memória e essência.
Rui Neto

Agradecemos a Jorge Guerreiro, Nuno Marques da SilvaRubi Machado e Rui Neto a sua colaboração. Aceda aqui aos comentários já publicados anteriormente.

Fonte: Festivais da Canção | Depoimentos recolhidos por Carlos Portelo e Miguel Meira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s