Esta Festa das Canções – O nosso painel comenta a canção de França

A França é um dos países pioneiros do Festival da Eurovisão, desde 1956 até hoje, apenas se ausentou em 1974 e 1982.
Este país conta com cinco vitórias no ESC que aconteceram em 1958 com Dors, mon amour por André Claveau, em 1960 com Tom Pillibi por Jacqueline Boyer, em 1962 com Isabelle Aubret e a canção Un première amour, em 1969 com Un jour, un enfant com Frida Boccara (aqui também foram vencedoras as canções da Espanha, Holanda e Reino Unido) e em 1977 com L’oiseau et l’enfant por Marie Myriam.
De todas as canções francesas 25 atingiram o Top 5. A França é um dos Big 5, com presença sempre assegurada na grande final.
Este ano, a France 2 designou internamente a cantora Alma e a canção Requiem para se fazer representar em Kiev.
A nossa ficha para a canção francesa aqui.

Comentários dos nossos convidados especiais à canção de França:

Pedro SáNada mau. Gosto disto. Obviamente que sendo franceses, tenho aqui algo mesmo apropriado para vocês: obviamente o EDER. Vá e uma nota simpática. 15/20

Sérgio Lourosa AlvesNos últimos anos tenho gostado sempre das opções Francesas, notando-se uma gestão muito coerente nas suas escolhas musicais, uma estratégia que Portugal devia seguir para os próximos anos. Isto é, França mantém a sua língua original; coloca partes ou refrões em inglês (fazendo sentido na própria música), ainda que este ano gostasse mais do refrão em francês, mas se não tivesse ouvido primeiramente, este em inglês também me parece bem; e apresenta géneros musicais atuais, inovadores ou com influências exóticas. É assim este “Requiem”, com uma estrutura musical muito boa: uma estrofe ritmada, com imenso texto que é completamente percetível, e um refrão dançante e muito apelativo. O poema é muito bom e, mesmo cantado rapidamente, a métrica feita para a canção faz perceber cada conceito que é interpretado por uma cantora que é, por si mesma, muito simpática e tem um timbre que se distingue das restantes interpretes femininas da Eurovisão 2017. Para mim, uma das minhas 10 preferidas. 20/20

Sofia Vieira LopesAcho a voz da intérprete bastante interessante. Porém, nesta canção que para mim não passa de um pastiche muito mal feito, ficamos sem perceber se efectivamente Alma canta bem ou não. Esta canção com versos em francês e refrão em inglês, a mesma receita utilizada por Espanha faz-me, na verdade, lembrar uma “música pimba” (as minhas desculpas pela expressão…), com uma sonoridade latino-americana já muito batida. Não gostei desta manta de retalhos…11/20

Carluz BeloQue bom escutar Francês! Um pouco de romantismo francês faz bem a toda a gente e esta canção traz-nos isso, com alguma modernidade. Além disso, há qualquer coisa verdadeiramente muito “Europeia” escondida nas notas musicais desta canção, mas não sei bem explicar o que é. A produção musical escolhida, consegue incorporar um ritmo dançável nesta canção pop, sem que este se torne demasiado “cansativo”. A ligação entre os dois idiomas parece-me bem conseguida. Nota positiva para esse “Je ne sais quoi” que traz uma ligeira tristeza à canção, mesclada com puro romantismo. 14/20

João FerreiraDepois do grande favorito Amir ter terminado em sexto o ano passado, a França volta a ter um tema considerado possível vencedor do ESC. “Requiem” tem uma produção muito boa, combinando contemporaneidade com elementos tradicionais da música francesa. Se bem que na minha opinião a música perdeu alguma da sua alma com a introdução de partes em inglês, a aposta francesa estará presente num Top 5 do ESC 2017. As suas diferentes melodias conjugam-se perfeitamente na harmonia do tema, a interpretação de Alma está perfeita. Mas será globalizante que chegue? 16/20

Jorge MangorrinhaÉ bom ouvir cantar em francês, mas a canção é mediana na música e na mensagem. A voz cumpre. 15/20

Nina PintoPelo segundo ano consecutivo a França aposta em grande depois de anos a fio com más classificações. Uma canção que reúne algum consenso mas que na minha opinião perdeu muito da sua essência com esta versão bilingue. Ainda assim penso que conseguirá uma boa classificação. 16/20

Nuno Marques da SilvaOs gauleses parecem estar animados este ano apesar de terem vindo progressivamente a descer nas apostas. Cantada em espanhol teria mais cara de uma proposta dos nossos vizinhos espanhóis. Não sou um grande entusiasta desta canção mas acredito que na comparação com o que se apresenta este ano no ESC possa ter algum sucesso. 13/20

Comentários dos elementos do site Festivais da Canção à canção de França:

Carlos PorteloEm primeiro lugar quero dizer “Que bom ouvir cantar em francês!”. “Requiem” por todos os que perecem às bombas, tiros e facas dos estúpidos atentados terroristas. A França volta a apostar forte a fim de alcançar os lugares cimeiros. Será? 15/20

Gonçalo CoelhoMais uma grande canção por parte da França! Contrariamente ao gosto da maioria, considero a versão final muito mais forte, com um refrão mais ritmado e cativante. É uma proposta sólida, uma canção que não envergonha ninguém. No entanto, tenho algum receio relativamente à forma como vão apresentá-la em palco… Dependendo da atuação, tanto podem destruir como elevar as hipóteses de sucesso da cantora. 17/20

Guilherme RuivoTal como o ano passado, França tem uma grande canção, mas menos comercial e apelativa. Talvez por isso não se vá repetir o sucesso do ano passado. Gosto da letra e adoro a musicalidade e a cantora. Tudo é perfeito e a inclusão do refrão em inglês, foi muito bem pensado e utilizado. Porém, não estou a estou ver grande encenação dia 13 e, se no alinhamento a França for dos primeiros países a subir ao palco ou no meio do desfile… Não vai acabar bem. 19/20

João VeladaUma vez mais, eis aqui uma representação francesa bastante sólida, apelativa e moderna. Após terem regressado ao top 10 no ano passado, é compreensível que os franceses tenham apostado em algo assim este ano. A canção, que é uma das minhas  favoritas, tem bastante charme e sensualidade, embora os versos em inglês fossem dispensáveis. Destaque positivo também para a cantora. 19/20

Luís PereiraA França continua a levar bons temas ao ESC. Gosto deste tema mas penso que não irá ter o sucesso que Amir alcançou o ano passado. O único senão, para mim claro está, foi a inclusão do refrão em inglês. Perfeitamente dispensável! 15/20

Maria Fernanda FonsecaA França canta na sua língua, um tema com muita “parra” – a letra, e pouca “uva”, o resultado do restante trabalho. “Requiem” é um tema diferente daquelas grandes e fortes baladas que este país já levou ao festival, e até em relação à prestação do ano passado que foi bastante melhor. Quiseram dar um ar de modernidade ao tema, mas tornaram-no repetitivo e até na interpretação da cantora Alma, começa muito bem mas acaba cansada. Está já final, não vai certamente ser muito votada. 10/20

Miguel MeiraA França aposta num tema pop com laivos étnicos, numa música bem construída, com um refrão em inglês. Alma tem uma voz potente para este género de música, no entanto não penso que seja suficientemente forte para alcançar o mesmo resultado que Amir no ano passado, no entanto o ritmo entra no ouvido. O videoclip está extremamente bem conseguido. 18/20

Vasco da Câmara PereiraUm assassinato musical monstruoso foi o que foi feito com este “Requiem”. Quando surgiu a versão original, achei que a canção francesa iria ser uma das minha favoritas. Mas a versão eurovisiva veio estragar tudo: a nova orquestração, sem os pequenos apontamentos étnicos, e as frases ingleses, inseridas a martelo, tiraram todo o encanto e toda a graça a esta participação. Sem a apregoada diversidade, a canção francesa acabou por ficar uma manta de retalhos, sem alma ou uma verdadeira linha condutora. 12/20

André Miguel GodinhoA França apostou de novo bem alto. De uma forma descontraída dá-nos uma canção com uma mensagem muito forte. A grande falha é voltar a apostar numa canção bilingue, não havia necessidade disso. 18/20

Pontuação Média dos Jurados Convidados: 15,00  Pontuação Média dos Jurados do Site Festivais da Canção: 15,89
Pontuação Total: 263 pontos | Pontuação Média de todos os jurados: 15,47
Intervalo de Pontuação entre: 10 e 20 respetivamente de Maria Fernanda Fonseca e de Sérgio Lourosa Alves

Apresentamos o nosso ranking com as 20 canções nossas finalistas (saídas da primeira e segunda semifinais) acrescido das canções finalistas à partida, aqui já incluídas  as canções da Alemanha Espanha e França.

Posição País Pontos Média
Portugal 327 19,23
Finlândia 296 17,41
França 263 15,47
Bielorrússia 252 14,82
Bélgica 251 14,76
Hungria 250 14,70
Irlanda 247 14,53
Austrália 246 14,47
Estónia 243 14,29
10º Arménia 240 14,12
11º Bulgária 239 14,06
12º Holanda 238 14,00
13º República Checa 237 13,94
14º Israel 235 13,82
15º Malta 234 13,76
15º Geórgia 234 13,76
17º Suécia 229 13,47
18º Suíça 227 13,35
18º Eslovénia 227 13,35
20º Azerbaijão 224 13,18
21º Dinamarca 213 12,53
22º Espanha 166 09,76
23º Alemanha 156 09,18

Fonte: Festivais da Canção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s