Salvador Sobral diz “Tudo o que eu quero é transmitir emoções” em entrevista

Salvador Sobral em entrevista à revista Dica dos Supermercados Lidl fala de como a sua vida a carreira artística se modificaram depois da vitória no Festival da Canção.

Uma entrevista muito completa de onde salientamos os alguns aspetos. Faltava uma semana para o fim do prazo da entrega de originais na RTP quando Luísa Sobral ainda não tinha o tema pronto o cantor sublinhou Foi mesmo sobre pressão, de repente faltava uma semana e não tínhamos música. Até que um dia ela me mandou a canção e era lindíssima.

Depois do grande boom que foi o Festival da Canção, na sua vida, o cantor refere que a sua vida tem sido caótica (no bom sentido) com entrevistas, concertos esgotados e com uma grande solicitação para novos espetáculos nos mais variados locais do país, onde antes lhe era negado o acesso.

Sobre o seu favoritismo no Festival da Eurovisão Salvador Sobral não acusa a pressão referindo Tudo o que eu quero é cantar e transmitir emoções. A ideia de competição e de música é algo que não faz sentido para mim…. Eu quero é cantar aquela canção da melhor forma possível. Eu já ganhei o que havia a ganhar por ter tido oportunidade de cantar uma canção tão bonita, que não me compromete de maneira nenhuma.

O nosso representante em Kiev menciona que depois de ter ganho o Festival da Canção passou a ser mais o Salvador Sobral e menos o irmão da Luísa Sobral.

Sobre o que espera conseguir em Kiev, no Festival Eurovisão da Canção, Salvador Sobral declara: Espero passar a mensagem emocional da canção, que é aquela que cada um sente ao ouvi-la. Quero que as pessoas sintam alguma coisa com a canção. É essa a minha missão no assalto a Kiev.

Salvador Sobral disse que se não fosse a sua canção a vencer a edição deste ano estava a torcer pelo tema do Samuel Úria e do Pedro da Silva Martins, respetivamente interpretados pelas Golden Slumbers e Lena D’Água. Na Eurovisão gosta do tema de Itália cujo concorrente lhe parece um pouco fora da caixa como ele.

O vencedor do Festival da Canção refere que o seu maior fã é mesmo o seu pai e a característica que o irrita na sua irmã e compositora de Amar pelos Dois é o facto de ela ser muito controladora. Para além da música o que o faz feliz são as pessoas e diz que a espontaneidade é a característica que melhor o define.

Uma entrevista não sensacionalista e muito esclarecedora do estado de espírito do nosso representante no ESC2017. É já dia 7 que  Salvador Sobral deixa Lisboa rumo a Kiev. É Portugal na Operação Kiev.

Fonte: Dica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s