Jorge Mangorrinha, José Arrais, Kika Cardoso e Sara Pinto comentam “Amar pelos Dois”

Continuamos a publicar as mensagens que temos recebido sobre a canção portuguesa para o Festival Eurovisão da Canção deste ano, o tema de Luísa Sobral, interpretado por Salvador Sobral que se intitula Amar pelos Dois. Estamos a verificar uma enorme onda de apoio em torno do nosso tema e os comentários que temos recebido são prova disso. O tema composto por Luísa Sobral para o seu irmão está a emocionar e cativar a opinião pública.

Hoje publicamos mais quatro testemunhos, desta vez de Jorge Mangorrinha, José Arrais, Kika Cardoso e Sara Pinto.

Jorge Mangorrinha nasceu a 1 de Julho e é professor u niversitário. A sua formação é em Arquitectura, História (ramo Património), Urbanismo e Turismo. Frequentou a Academia dos Amadores de Música. É autor de poemas para fados e canções e do estudo sobre os 50 anos de canções portuguesas na Eurovisão. É mentor do projecto Viagens do Fado, no qual é autor dos conteúdos e poemas musicados por nomes consagrados da música portuguesa e internacional. Participou no Festival da Canção 2015 como letrista do tema Um Fado Em Viena, com música de Fernando Abrantes e interpretação de Teresa Radamanto, sendo uma das canções finalistas.
Fique com as palavras de Jorge Mangorrinha sobre a nossa canção:
Uma música melodiosa com um arranjo notável, uma letra bem construída que conta uma história simples e se conclui no título da canção, uma performance distinta e uma voz suave. E, ainda, estamos em presença de um outro aspecto, que colheu a simpatia generalizada: a humildade do cantor fez do seu estilo desajeitado, quase hipnótico, um ponto a favor.
Esta é uma canção que se gosta de ouvir. Não cansa. E ela ganhou, também, face a erros de palmatória de outras propostas: temas pouco melodiosos, outros com vozes inapropriadas, ou mesmo letra e vozes em excesso face à qualidade musical. Alguns destes temas tinham características sintonizadas com a predominância eurovisiva, mas não colheram o melhor resultado no conjunto das apreciações dos jurados.
Portugal vai assim amar por dois, por Portugal e pela Eurovisão – se a Eurovisão não nos ama, Portugal ama a Eurovisão –, mas “eu sei que não se ama sozinho”. No contexto da diversidade – “Celebrate Diversity” –, Salvador Sobral pode alcançar um lugar baixo ou excelente, um tudo ou nada. Exige-se deixá-lo, livre, no improviso de base jazzística, que é a sua escola, e com o lado despretensioso que, neste caso e paradoxalmente, faz parte da fórmula da ambição. O retrato de Portugal em 2017 é este, resta promovê-lo nas suas características distintas. E dizer também que, nesse dia, o País é mais do que Fado, Futebol e Fátima, bem como se quer, decididamente, celebrar a música em Lisboa.
Jorge Mangorrinha

José Arrais nasceu a 10 de Janeiro de 1961. Vive em Tercena e trabalha na Associação Irmãos Menonitas de Portugal. É tenor e colaborou em programas com jovens com Dale Chappell, sendo que era um grupo mais do estilo gospel, que atuava mais em eventos religiosos. Participou no Festival da Canção 1996, como elemento do grupo SomSeis, em que interpretou A Canção da Paz, classificando-se em 3º lugar com 76 pontos. Este tema tinha letra de Rosa Lobato de Faria e música de Thilo Krasmann.
Também ele não ficou indiferente à canção de Luísa Sobral e deixou-nos a seguinte mensagem:
Confesso que desde há alguns anos que deixei de seguir o Festival da Canção, mas quando o Miguel me pediu para comentar o vencedor deste ano senti-me obrigado a ouvir o Salvador, e meus amigos, foi uma agradável surpresa, não só a canção, mas também a interpretação. A canção está fantástica, com uma orquestração impressionante, que em certos momentos arrepia… gosto porque é de alguma forma melancólica, e isso é um dos DNA’s dos portugueses, acho que mais uma vez estamos a mostrar o que somos, mesmo a nível musical sem ter de “copiar” outros estilos. A interpretação do Salvador é sublime, também foge a todos os estereótipos, é no fundo ele mesmo. Gosto da forma como ele se expressa a cantar, aqueles movimentos de braços, do corpo, dos olhos… mostra que está a sentir a música de uma forma única… até certo ponto faz-me lembrar o saudoso Joe Cocker, que também tinha algo parecido, mas noutro estilo de música. Não sei se vamos ganhar o Eurofestival 2017, porque há sempre muita “política” misturada, mas prevejo uma boa classificação. Ahhh, já agora, acho que voltar a seguir mais de perto o Festival depois do que vi e ouvi através do Salvador.
José Arrais

Kika Cardoso, nome artístico de Ana Paula Cardoso, nasceu a 25 de Fevereiro de 1981, em Maputo, Moçambique. Reside em Alverca e tornou-se conhecida após a sua participação no programa Factor X, tendo sido a grande vencedora. A sua capacidade vocal e a sua forte interpretação fizeram dela uma das apostas da música nacional. Editou já alguns temas, sendo que o seu último tema I Will Love Him faz parte da banda sonora da novela A Impostora, da TVI. No Festival da Canção 2017 trouxe uma Nova Glória, o tema com letra e música de Nuno Gonçalves. Formou o grupo Viva La Diva para interpretar o tema em conjunto com João Paulo Ferreira e Luís Manuel Peças. Editou na passada semana o seu primeiro trabalho que tem o seu nome.
Fique com as palavras de Kika Cardoso acerca da nossa canção:
“Amar pelo dois” é um show de música, muito diferente do nosso habitual eurovisivo e só por isso já marcamos pela diferença! E o mais especial na nossa canção “Amar pelos Dois” é sem dúvida a voz do Salvador, sem a voz dele o poema deixa de ter brilho.
No fim desejo muita sorte a nossa canção, poderemos ganhar ou ficar bem posicionados em termos da qualificação. Boa sorte Salvador!!!
Kika Cardoso

Sara Pinto nasceu a 24 de Março, é oriunda do Porto e é fadista. Desde cedo se destacou pelo seu timbre. Foi com o Festival da Canção 1990 que ficou conhecida, tendo participado com o tema Deixa Lá (O Pior Já Passou), da autoria de Paulo de Carvalho e Alexandra Solnado. Editou nesse ano o seu primeiro trabalho intitulado Raminho de Violetas. Com esse trabalho participou em vários programas na televisão, tendo sido convidada para fazer um dos programas Notas para Si, em 1992. Editou posteriormente um trabalho dedicado a Amália Rodrigues, a sua grande referência, com o título Cristal de Saudade, onde interpretou grandes fados de Amália. Voltou ao Festival da Canção em 1994, com o tema Este Alentejo, na 1ª semifinal. Foi convidada da Grande Noite do Fado 1995, onde interpretou Sou Filha das Ervas. Participou em vários programas aquando das homenagens que se prestaram a Amália Rodrigues, depois da sua morte. Continua a cantar sempre que é convidada e a mostrar a sua voz melodiosa.
Fique com as declarações desta cantora sobre o nosso tema:
Falar sobre a nossa canção “Amar pelos Dois”, na voz doce e melodiosa do Salvador, torna-se fácil e ao mesmo tempo difícil de argumentar!
Sendo eu, alguém que já participou em dois Festivais, e os quais tive a sorte e o privilégio de me serem dadas duas canções, que não foram nem são de todo, aquilo a que eu chamo de festivaleiras, até porque, foi com esse conceito que aceitei os dois convites e ao longo dos tempos, esta canção, interpretada e muito bem pelo Salvador, deu-me de novo o gosto e a curiosidade de a ouvir atentamente e a qual, me enche a alma, na medida em que a sua simplicidade, me transmite uma beleza tão natural e intemporal, tanto a nível da escrita como musical!
E quando me cito, nesta avaliação, como participante de dois Festivais, é no sentido de afirmar, que é imperativo para mim a qualidade, quer a nível musical, poema e interpretação e sem dúvida, estas três qualidades estão bem evidentes nesta canção.
Os meus Parabéns e desejos de muita sorte para o Salvador Sobral.
Sara Pinto

Agradecemos a Jorge Mangorrinha, José ArraisKika Cardoso e Sara Pinto a sua colaboração. Aceda aqui aos comentários já publicados anteriormente.

Fonte: Festivais da Canção | Depoimentos recolhidos por Carlos Portelo e Miguel Meira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s