Carlos Portelo em entrevista ao jornal “Público”

Carlos Portelo, editor e webmaster do site Festivais da Canção, foi entrevistado na passada semana por Joana Amaral Cardoso, para o jornal Público. A entrevista foi realizada na sexta-feira ainda antes de sabermos da grande vitória de Salvador Sobral e publicada no secção de cultura Ípsilon, do jornal Público de domingo passado.

Durante a entrevista foi pretendido saber se a Eurovisão ainda consegue marcar a carreira dos vencedores. Considera-se que a Eurovisão é uma montra da música a nível europeu. A jornalista afirma que são dois os casos de enorme popularidade trazida pelo Festival Eurovisão da Canção: o grupo sueco ABBA, vencedor do certame em 1974 e Céline Dion, que alcançou o topo em 1988.

Carlos Portelo referiu que nos anos 60 era frequente o lançamento de carreiras internacionais através da Eurovisão, como foi o caso de Sandie Shaw em 1967. O nosso colaborador prossegue referindo também o exemplo dos ABBA, nascidos na selecção sueca e que se tornaram vencedores depois em 1974 e a partir daí consolidaram a sua grande carreira. Também referiu o caso de Céline Dion, até então pouco conhecida, e que nos anos seguintes a ter vencido com Ne Partez Pas Sans Moi, em 1988, se tornou uma das cantoras que mais vendeu em todo o mundo. Nesse mesmo ano, Carlos Portelo destacou também a presença da bem conhecida Lara Fabian, que alcançou o 4º lugar com Croire.

Depois são mencionados também os casos de cantores que já tinham um enorme sucesso ainda antes de vencerem o Festival Eurovisão da Canção e que são o caso dos Bucks Fizz (1981), Toto Cutugno (1990) ou o grupo Katrina & The Waves (1997). Nos nomes mais recentes o destaque vai para os Lordi, vencedores do certame em 2006 e também para Conchita Wurst, que venceu em 2014.

Carlos Portelo afirma que com o passar do tempo e já em plena década de 90, os vencedores do certame continuam a fazer um enorme sucesso mas nos seus países de origem e pouco mais. Para ele a Eurovisão é uma montra enormíssima e o espetáculo musical mais visto de todo o planeta, o que é muito importante, dado que independentemente de se fazer carreira ou não recebem inúmeros convites para concertos em vários pontos do mundo.

O alcançar de uma grande carreira depois de vencer o certame também está dependente de outros factores como diz o webmaster do nosso site, tais como as editoras, os promotores de carreira, os agentes e até os próprios meios de comunicação social. Atualmente no nosso país tem havido um divórcio entre as editoras e a Eurovisão, para além de que hoje em dia existem uma panóplia de formatos de programas de música, que anteriormente não havia, e que nos dão a conhecer novos talentos.

Pode ler este artigo na íntegra aqui.

Veja nos vídeos em baixo a prestação dos ABBA com Waterloo no Festival Eurovisão da Canção 1974 e depois de Céline Dion, com Ne Partez Pas Sans Moi, a vencedora em 1988.

Fonte: Jornal Público

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s