Mário Mata na FNAC Chiado para apresentar o seu “Regresso”

O cantor e compositor Mário Mata está de regresso aos discos após cinco anos de ausência. O álbum recém editado com a chancela da Sony Music intitula-se Regresso.
Este álbum é produzido por José Cid e integra 15 canções com autoria sua, de José Cid e de José Mário Branco, entre outros.

No seu próprio CD o cantautor Mário Mata escreve que Andar sozinho a lutar contra o sistema, é um grande problema e é como ele define o seu percurso musical.
Neste seu novo trabalho Mário Mata amadureceu, mas não mudou de rota, aquele percurso traçado em 1981 com o mega êxito Não há nada p’ra ninguém mantém-se. Após este sucesso que o caracterizou este cantautor viu serem editados os álbuns Não mata mas mói (1982), Deixa-os poisar (1987), Somos portugueses (1994), assim como os singles Que grande seca (1983) e Nunca mais é sábado (1988).
Em 2004 edita o CD Dupla Face onde inclui uma nova versão de Não há nada prá ninguém e Então ó Zé, tema que repescou para este seu Regresso. Em 2012 editou Sinais do Tempo o último trabalho antes deste Regresso.

Mário Mata participou, por duas vezes, no Festival da Canção, em 1987 com o tema É do stress, incluído do LP Deixa-os poisar e em 1993 nas semifinais com a composição Miúda triste, incluída no CD Dupla Face,

No álbum agora editado Mário Mata tem uma faixa dedicada à sua companheira que se chama precisamente Minha companheira que pode ver no vídeo em baixo que gravámos aquando da apresentação deste trabalho discográfico à imprensa e ao público na FNAC Chiado no dia 15.
No primeiro vídeo pode ver a apresentação feita por José Cid, o produtor deste trabalho. Na banda que acompanhou Mário Mata estava Gimba (FC1990/FC2008).

Fique com o alinhamento deste trabalho e com os vídeos da apresentação deste CD na FNAC Chiado.

Regresso
1. Conforme a música (me dás eu danço)
2. A chave do carro
3. Alice e a banda do chapeiro louco
4. Então ó Zé
6. Já conheço esse olhar
7. Sonhar é fixe
8. Projecto a 2
9. Lá vai um
10. Menina triste
11. Ai Deus do céu
12. Maria José
13. Já fomos enganados
14. Minha companheira
15. Linda Penela

Fonte: Festivais da Canção

Um pensamento sobre “Mário Mata na FNAC Chiado para apresentar o seu “Regresso”

  1. Pingback: Mário Mata regrava “Miúda Triste” |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s