Pára Tudo: Mãe e filha comentam uma frase fora de contexto de Salvador Sobral |Tertúlias cor-de-rosa nas Tv’s|

Mas agora Pára Tudo mesmo.

Quando ouvi Amar pelos dois nos Santos Populares, apesar de não ser um tema para este tipo de festas, o que significa que a canção de Luísa Sobral rompe todas as barreiras e chega a todos, veio-me logo à ideia a conversa a que tinha assistido na véspera pela manhã no programa Você na TV da TVI entre Cristina Ferreira, Cinha Jardim e a sua filha a quem lhe dão o nome de “Pimpinha”.

Estas senhoras estavam a fazer comentários acerca da vida de figuras conhecidas que vêm nas Revistas Cor-de-rosa, e nestes, não faltou a pergunta de Cristina a querer saber o que mãe e filha pensavam da afirmação de Salvador, na entrevista a Fátima Lopes também da TVI e perfeitamente contextualizada, que fazia sexo sem preservativo.
A apresentadora entende que isto era apenas para ser dito entre amigos e em privado.
Já “Pimpinha”, acha que ele tem todo o direito em não usar nada uma vez que quer ter filhos desde os 20 anos e sabe bem com que se relaciona. Contudo, se aqui deu “uma no cravo” a seguir passou a “dar na ferradura”, dizendo que não é uma declaração educativa, não caiu bem, ele apareceu em modo PopUp – ganhou a Eurovisão e não tem a noção nem consciência. Está fora do contexto e deve ter mais cuidado com as palavras.
A mãe, a quem lhe dão o nome de “Cinha”, disse que o cantor tem de ter consciência no que ele representa hoje em dia, porque ele é o ídolo de muita juventude. Isto caiu do ar, onde toda a gente em qualquer parte do mundo previne esta doença. Relativiza a senhora, que ele deve ter uma parceira em quem deposita muita confiança.
Termina dizendo que isto é uma frase que vende.

A minha opinião é a de que não se conseguem fazer bebés sem que as pessoas estejam à vontade ou com proteções sejam elas quais forem. É evidente que Salvador Sobral deve ter essa consciência e não é por aqui que ele dá maus exemplos aos jovens. Estes, hoje em dia têm toda a informação possível para as suas vidas e noutras situações também acontecem “desgraças”….

Aqui deixo à apreciação dos nossos leitores estes comentários, não sem dizer que voltando ainda ao Largo da Graça, havia muita polícia a observar o recinto da festa, e foi-me informado que este ano no que respeita a segurança estava tudo muito reforçado. Ainda bem, precisamos de estar seguros.

Fonte: Festas Santos Populares em Lisboa, TVI | Autora: Maria Fernanda Fonseca

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s