Cento e Onze Discos Portugueses – Os Excluídos do Livro

Uma das regras aplicadas na seleção dos discos que incluem este livro foi o facto de um cantor ou grupo ser representado apenas por um disco, o que se compreende devido ao vasto número intérpretes que foram importantes e marcantes no historial da música portuguesa.

Pode aceder aqui e ver quais os cantores que a equipa responsável por este livro selecionou. Faltam neste livro muitos cantores que foram de extrema importância para a música portuguesa, constituindo ausências muito graves quando se pretende fazer o historial da rádio pública e por rádio pública entendo principalmente a antiga Emissora Nacional, agora Antena 1, correto? Porquê 111 e não 140 ou 150 nomes? Existem cantores e grupos selecionados a que chamaria de alternativos, tão alternativos que o grande público não os conhece e em caso de dúvida coloquem um jornalista na rua e perguntem se sabem quem são esses alternativos… Por outro lado os portugueses certamente conhecem os esquecidos e os excluídos deste livro que passaram pelas ondas da Emissora Nacional/Antena 1.  Se o titulo do livro estiver correto então resta-nos perguntar:
Porquê a exclusão dos seguintes intérpretes deste livro?
Aqui ficam as 46 omissões mais gritantes, por ordem alfabética:
Adelaide Ferreira
Agir
Ala dos Namorados
Alexandra

Amor Electro
Anabela
Artur Garcia
Cândida Branca Flor

Carlos Alberto Moniz & Maria do Amparo
Carlos Paião
Conjunto Maria Albertina
Cuca Roseta
Da Vinci
Dina
Doce
Donna Maria
Dulce Pontes
Fernando Girão 
FF
Florência

Gabriela Schaaf
Gemini
Green Windows
João Maria Tudella
Jorge Fernando
Lara Li
Lenita Gentil
Liana
Lúcia Moniz
Luís Represas
Luísa Sobral
Manuela Bravo
Marco Paulo
Marco Rodrigues
Maria da Fé
Né Ladeiras

Paco Bandeira
Pedro Barroso

Rita Guerra
Rita Redshoes
Salvador Sobral
Sara Tavares
Táxi
Teresa Silva Carvalho
Tonicha
Tozé Brito

Trabalhadores do Comércio, entre outros.

Por cada uma das 111 obras mencionadas, no livro, deveriam constar os nomes das faixas nelas incluídas, porque espaço existe, na maioria das páginas descritivas dos respetivos discos a mancha branca é muito grande.

Apesar destas grandes e graves omissões e da seleção de ilustres (ou não) desconhecidos este é um livro que recomendamos, porque mais grave que a omissão de 46 nomes era a omissão de todos e não ter havido livro. Será que iremos ter o volume 2? Matéria-prima temos…

Aceda aqui à nossa rubrica Colou-se à sua pele…onde associamos um êxito ao seu intérprete, esta rubrica ainda está a ser construída com a adição de mais nomes.

Exemplos dos excluídos do livro:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: Livro Cento e Onze Discos Portugueses, Festivais da Canção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s