Há 378 anos que reconquistámos a nossa independência: Assinalamos este dia com 12 canções

Foi em 1143 que nos tornámos um reino independente. Porém, em 1580 perdemos essa independência para Espanha, durante 60 anos prestamos vassalagem aos reis Filipe II, Filipe III e Filipe IV do país vizinho.
Faz hoje precisamente 378 anos que um grupo de fidalgos que se viam privados dos seus poderes nobiliárquicos que assaltou os Paços do Concelho, tendo aprisionado a Duquesa de Mântua, Margarida de Saboia (Vice-Rainha de Portugal) e morto o seu secretário de Estado, Miguel de Vasconcelos, que foi atirado pela janela do Paço Real (onde atualmente funciona a Câmara Municipal de Lisboa).

Portugal desde sempre tem uma identidade política, cultural e social muito diferente da de Espanha, estamos geograficamente muito perto, todavia muito longe nas diferentes vertentes.

Os portugueses têm algo muito sagrado que é o seu amor a Portugal, quer vivam em terras lusas ou no estrangeiro. É também com orgulho que colocamos diariamente em destaque a música portuguesa e os seus agentes culturais como são os músicos, poetas, cantores, atores, bailarinos e todos os técnicos que são necessários para que o espetáculo aconteça.

Muitas são as canções e os artistas que passaram pelos Festivais da Canção que poderíamos aqui destacar como exemplo de orgulho de ser português. A nossa seleção escolheu 11 canções mais uma (que não esteve no Festival) que exaltam este sentir tão português.

A apresentação que aqui fazemos obedece à ordem cronológica da passagem dos respetivos intérpretes pelo Festival da Canção. Recorde estas canções que falam de nós e deste país que é o nosso.

Estávamos em 1969 e Simone de Oliveira com o poema de Ary dos Santos e a música de Nuno Nazareth Fernandes fizeram história com a eterna Desfolhada que recusava que o papel sexual da mulher estivesse circunscrito ao da procriação, era também uma ode a este país e a quem lutava e luta por ele:
Ó minha terra, minha aventura | casca de noz desamparada | ó minha terra, minha lonjura | por mim perdida, por mim achada.

Ainda antes da devolução da liberdade aos portugueses acontecia em 1973, no Teatro Maria Matos o Festival RTP da Canção de onde saiu vitoriosa a célebre Tourada que bandarilhou a censura, com uma critica genial, como genial foi Ary dos Santos, ao antigo regime. Porém, não é essa a canção que selecionámos hoje, mas sim uma outra da mesma dupla de autores – Ary dos Santos e Fernando Tordo – o tema que assinalou o regresso de Simone de Oliveira aos palcos e às canções, após ter estado mais de três anos impossibilitada de cantar.
A canção é Apenas o meu povo, um poema de afirmação, de insatisfação e destacamos estes versos:
Quem disse que morreu a madrugada? | quem disse que esta noite foi perdida? | quem pôs na minha alma magoada | as palavras mais tristes que há na vida? | quem me disse saudade em vez de amor? | quem me disse tristeza em vez de esperança?
Uma canção que termina com a exaltação do que nos faz ser e sentir portugueses:
Apenas o meu sangue, | Apenas o meu povo | Apenas a esperança que resiste | Apenas o meu sangue, | Apenas o meu povo.

Já em liberdade Manuel Alegre e José Niza vencem o Festival RTP da Canção 1976 com Uma flor de verde pinho que Carlos do Carmo levou à Eurovisão
Um grande tema de amor ao nosso país iniciado com uma analogia ao grande amor de D. Pedro por D. Inês de Castro:
Eu podia chamar-te pátria minha | dar-te o mais lindo nome português | podia dar-te um nome de rainha | que este amor é de pedro por Inês.

No ano seguinte Os Amigos e os Gemini foram com Portugal no Coração ao Festival RTP da Canção e o primeiro grupo viu o seu passaporte carimbado para terras de sua majestade, onde se realizou o Festival Eurovisão da Canção. Esta canção tem letra de Ary dos Santos e música de Fernando Tordo que também foi intérprete ao lado de Paulo de Carvalho, Luísa Basto, Ana Bola, Fernanda Piçarra e Edmundo Silva:
Portugal foi a razão | porque um dia morreu meu irmão | mas também é coração | a bater nesta canção.

O papel de Portugal no mundo tem sido tema para muitas canções que ao longo dos anos contaram as várias epopeias dos nossos compatriotas pelos vários continentes e os Da Vinci fizeram-no exemplarmente com a canção Conquistador (letra de Pedro Luís e música de Ricardo Landum) que em 1989 venceu o Festival RTP da Canção e rumaram até à Eurovisão:
Já fui ao Brasil | Praia e Bissau | Angola Moçambique | Goa e Macau | ai, fui até Timor | Já fui um conquistador.

Em 1991 Dulce Pontes representa Portugal na Eurovisão com Lusitana Paixão, uma composição que fala do Fado esta expressão musical tão e só portuguesa:
Fado. soluçar recordações | Fado, reviver uma tal dor | Fado, só quando a saudade vem | Arrancar do meu passado | Um grande amor | Mas, não condeno essa paixão…
Uma composição com letra de Jorge Quintela e José da Ponte e música de Fred Micael e José da Ponte.

Em pleno século XXI Vânia Oliveira arrasa no Centro de Congressos de Lisboa com Sei quem sou (Portugal) vence na votação do público e só não ruma à Eurovisão porque três dos cinco elementos do júri de sala assim não entenderam, mas a canção ficou e a homenagem a este país também. Um tema com letra de Carlos Coincas e música de Carlos Coincas e José Liaça:
Portugal | É o fado que a história cantou | A saudade do amor ideal | Porque eu sei quem sou…

No Festival RTP da Canção 2008 Fernando Martins junta quatro cantores (Carlos Coincas, Gonçalo Medeiros, Luís PachecoPedro Mimoso) expressamente para interpretarem Por ti Portugal, o grupo denominou-se Big Hit. Este hino a Portugal teve letra de João Baião e música de Fernando Martins e de Alexandra Valentim:
Por ti | Tenho o sol na voz | A forca do mar | Somos todos nós…

Como dizia o poeta o sonho comanda a vida e quando nos roubam os nossos sonhos de liberdade, de democracia e de sermos nós próprios os portugueses não toleram, não perdoam…
Em 2014 Nuno Marques da Silva e Nuno Feist fizeram Sonhos roubados para o Festival RTP da Canção a que Raquel Guerra deu voz:
Quero o meu sonho que alguém me roubou | E a madrugada em que o povo cantou | É por te amar que eu te digo que não | E a liberdade foi uma canção.

Em 2017 a canção Amar pelos dois de Luísa Sobral e interpretada por Salvador Sobral cumprem o sonho de muitos portugueses com a vitória de Portugal no Festival Eurovisão da Canção, com 18 porta-vozes a dizerem a expressão mágica Portugal 12 points. No dia seguinte o Aeroporto de Lisboa encheu-se numa onda enorme de agradecimento a quem representou tão bem a música portuguesa e trouxe o Festival Eurovisão da Canção para Portugal.
Sem fazer planos | Do que virá depois | O meu coração | Pode amar pelos dois.

No Festival da Canção deste ano José Cid trouxe a palco uma composição de sua autoria intitulada O som da guitarra é a alma de um povo, uma canção mal entendida pelo júri de seleção, mas não pelos telespetadores que nos fala dos vários símbolos da história e cultura deste país:
Ó povo de Poetas tristes | que lutas sozinho, resistes | no norte,  no sul, em Lisboa | por Zeca, Camões e Pessoa…

A terminar esta breve alusão, ao dia em que o nosso país viu restaurada a sua independência, uma canção que não passou pelos festivais embora a sua intérprete e autora da letra o tenha feito, estamos a falar de Dulce Pontes e da canção Amor a Portugal com música de Ennio Morricone. É com Amor a Portugal que diariamente aqui trabalhamos:
Um dia há de se ouvir | O cântico final | Porque afinal falta cumprir | O amor a Portugal.

Fonte: Festivais da Canção | Foto: © Carlos Portelo

Um pensamento sobre “Há 378 anos que reconquistámos a nossa independência: Assinalamos este dia com 12 canções

  1. Pingback: 2018 em revista – Prémios e Homenagens |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.