Parcerias de Sucesso – Jan van Dijck e Nuno Gomes dos Santos

Nuno Gomes Santos Jan van DijckEsta semana iniciamos a nossa homenagem a uma parceria que trouxe aos nossos Festivais da Canção grandes êxitos. Estou a falar da dupla constituída por Jan van Dijck e por Nuno Gomes dos Santos, o primeiro como compositor e o segundo como autor.
Tanto Jan van Dijck como Nuno Gomes dos Santos tiveram outras canções nas nossas finais nacionais para a Eurovisão com outras duplas que mais tarde colocaremos também em destaque.

Jan van Dijck e Nuno Gomes dos Santos iniciaram as suas participações nos Festivais da Canção em 1985, no Coliseu dos Recreios de Lisboa, com duas canções que hoje vamos aqui recordar:
O tema Meu amor, minha dor, meu jardim foi das primeiras canções assumidamente  étnicas que participaram nos nossos festivais, esta canção abriu o desfile e classificou-se em 2º lugar, com 182 pontos, a 27 pontos da vencedora Adelaide Ferreira. Os júris de Angra do Heroísmo, Castelo Branco, Guarda e Viana do Castelo apontaram esta canção como a ideal para representar Portugal no ESC que em 1985 se realizou na Suécia.

A parceria hoje em destaque não só abriu o desfile das 11 canções concorrentes em 1985, como também o encerrou. O tema que fechou este festival intitulou-se Malmequer, sim ou não e foi interpretado, por um trio juvenil intitulado Aguarela formado propositadamente para este festival que integrou Paula Fonseca, Manuel Loureiro e Vanda Pereira que mais tarde viria a chamar-se, artisticamente, Wanda Stuart. Esta canção posicionou-se em 7º lugar, com 94 pontos e a pontuação mais alta que obteve do júri distrital foram 8 pontos, proveniente do júri de Lisboa.

A parceria hoje em foco voltou aos Festivais da Canção em 1993 com o tema No dia seguinte cuja interpretação foi entregue a Paulo Brissos. Esta canção, após passar as eliminatórias decorridas no programa Sons do Sol de Júlio Isidro, chegou à final que aconteceu a 11 de Março no Teatro S. Luiz. Na final este tema classificou-se em 6º lugar, entre 8 canções, com 81 pontos. O júri de Évora apontou esta canção como a sua eleita para nos representar na Eurovisão.

Em 1994 esta dupla está de novo presente no festival, desta vez com a canção Todos nós alguma vez que entregou a Pedro Miguéis. Depois de ultrapassada a semifinal este tema chega à grande final do Teatro S. Luiz onde a 10 de Março se apurou o nosso tema para o ESC. Neste ano a grande vencedora foi Sara Tavares que recolheu a unanimidade do júri. Porém, o 2º lugar foi atribuído à canção defendida por Pedro Migueis que obteve 136 pontos.

A era de Pedro Miguéis nos festivais começou este ano e prolongar-se-ia por mais dois, com temas desta mesma dupla a que faremos referência na próxima semana, com mais três canções desta parceria de sucesso.

Fonte: Festivais da Canção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.