Família de Artistas – Hoje a Família Feist

feist_familyHoje A Família de Artistas em destaque tem o apelido Feist e os elementos aglutinadores ee ligados aos Festivais da Canção são os irmãos Henrique e Nuno Feist.

Nuno Feist nasceu em Lisboa a 12 de Julho, filho da locutora de televisão Manuela Paulino, neto de Paulino Gomes, irmão de Henrique Feist e casado com Clare Chapman Feist. Em 1982, com cerca de 11 anos, participa juntamente com o seu irmão no programa de Júlio Isidro, O Passeio dos Alegres. Este foi apenas o início de uma carreira com grande projeção que os manos Feist enquanto duo Nuno & Henrique tiveram. Sucederam-se os espetáculos e os vinis.
Durante a adolescência Nuno vai com o seu irmão para Londres estudar música e após o seu regresso a Portugal é convidado por Filipe La Féria para compor todos os temas do musical Maldita Cocaína.
No teatro, nos concertos e na televisão são muitos os espetáculos que têm a sua assinatura.
Desde 2004 é o diretor musical, o maestro, o pianista e o amigo de Simone de Oliveira tendo acompanhado esta grande cantora por todo o país e também pelo estrangeiro. Foi o diretor musical dos Concertos Comemorativos dos 50 e 58 anos de carreira desta intérprete, respetivamente no Coliseu dos Recreios de Lisboa e no Teatro S.Luiz.

Falar da carreira artística de Nuno Feist seria imenso para tão pouco espaço que esta rubrica dispõe, mas não podemos deixar de referir as suas participações nos Festivais da Canção:
1985 – No duo Nuno & Henrique com Meia de Conversa;
1995 – Compositor da canção Travo Doce a que Ana Sofia Varela deu voz;
2007 – Compositor e Produtor de Além do Sonho para o seu irmão Henrique Feist e para Vanessa;
2008 – Compositor e Produtor da canção Do Outro Lado da Vida para Vanessa Silva;
2010 – Compositor da canção Alvorada que teve interpretação de Vanessa Silva;
2011 – Compositor de Quase a Voar que entregou à interpretação do seu irmão Henrique Feist;
2012 – Compositor de Gratia Plena que entregou a Ricardo Soler;
2014 – Compositor de Sonhos Roubados que teve defesa em palco de Raquel Guerra;
2015 – Compositor de Outra Vez Primavera tema entregue a Yola Dinis.

Henrique Feist nasceu a 7 de Agosto de 1972, casado com Ricardo Spínola, filho da conhecida locutora de televisão Manuela Paulino, neto de Paulino Gomes e irmão de Nuno Feist.
Após de regressar de Londres por ter finalizado o seu curso em representação é convidado por Filipe La Féria para integrar o elenco de Maldita Cocaína. Depois muitos outros espetáculos teatrais e musicais se sucederam. Henrique Feist protagonizou várias produções de Filipe La Féria, quer no Teatro Politeama, quer no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.
No Teatro Aberto fez parte do elenco da peça A minha noite com o Gil.
Para além de ator é também e autor, encenador e diretor artístico tendo colocado em cena Esta Vida é uma Cantiga, Broadway Baby, 74.14 e Rapazes Nus a Cantar, entre outros. Presentemente como um dos proprietários da ArtFeist é o responsável pelo reportório do Auditório do Casino Estoril.

Neste momento Henrique Feist  prepara a versão portuguesa do musical Next to Normal que em português se vai chamar Quase Normal, com direção musical de Nuno Feist.

Estes são alguns os prémios atribuídos a Henrique Feist ao longo da sua carreira:
Prémio Revelação Casa da Imprensa 1985;  Surrey Annual Song Festival Winner 1990;  Prémio SPA Melhor Actor 2010; Globo de Ouro de Melhor Actor 2013; ASA de Ouro 2013.

O seu currículo também é muito vasto e o espaço destinado a esta rubrica não poderá abranger toda a sua carreira artística, contudo não podemos deixar de mencionar as suas presenças na televisão, nomeadamente na RTP. Fez parte do elenco fixo do programa musical Cabaret da autoria de Filipe La Féria e também do programa A Canção da Minha Vida, entre outros.
Os Festivais da Canção também tiveram a sua presença, enquanto concorrente em 1985 ao lado de seu irmão no tema Meia de Conversa e em 2011 a solo com Quase a Voar. Foi o responsável pelos entre-acts do Festival da Canção de 2008 e 2014 e em 2010 idealizou um flash mob para a segunda semifinal desse festival. Em 2009 coreografou a canção Não demores (quero-te aquecer) que teve interpretação do então duo Nuno e Fábia.

Clare Chapman Feist nasceu em 19 de Agosto de 1973, estudou no Elmhurst School for Dance / Elmurst Ballet School, casou com Nuno Feist em 8 de Julho de 1995 e têm quatro filhos.
Foi bailarina na Maldita Cocaína onde conheceu o seu marido e é também coreógrafa. No que se refere aos Festivais da Canção foi a responsável pela coreografia da canção Quase a Voar interpretada por Henrique Feist no Festival da Canção 2011 e foi um dos coreógrafos dos entre acts do Festival da Canção 2014.

Ricardo Spínola nasceu na cidade de Tete, Moçambique, a 23 de Julho de 1970, viveu no Funchal e desde cedo veio para o continente tendo trabalhado com Filipe La Féria como ator e cantor. É atualmente casado com Henrique Feist, mas é seu companheiro há muitos anos, desde os tempos da Maldita Cocaína. Ricardo foi elemento de palco da canção Do Outro Lado da Vida que Vanessa Silva interpretou no Festival da Canção de 2008.
Neste momento é assistente de produção na empresa Artfeist Produções Artísticas.

Manuela Paulino foi das primeiras locutoras de continuidade da RTP, assim eram designadas as locutoras da estação pública de televisão. Sempre com grande sobriedade e profissionalismo Manuela Paulino apresentou vários programas de televisão como algumas edições do célebre Natal dos Hospitais e da Grande Noite do Fado. Filha de Manuel Paulino Gomes Júnior foi casada, com Luís Feist e desse matrimónio nasceram Nuno e Henrique Feist. Apenas a morte física separou este casal.

Manuel Paulino Gomes Júnior, pai de Manuela Paulino e consequentemente avô materno de Nuno e Henrique Feist, foi o autor e compositor do hino não oficial do Sport Lisboa e Benfica, Ser Benfiquista que teve interpretação inicial de Luís Piçarra.

Maria Matilde Del Negro Feist, avó paterna dos irmãos Feist, foi cantora lírica.

Como complemento da informação dos vários elementos da Família Feist aceda aqui a um artigo do Correio da Manhã.

Uma autêntica família de artistas cujos percursos artísticos são muito vastos e que poderão abranger futuramente outros elementos desta família.

Fonte: Festivais da Canção, Correio da Manhã | Autora: Maria Fernanda Fonseca

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.